Mercado fechará em 4 h 10 min
  • BOVESPA

    112.458,19
    -1.969,99 (-1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.320,05
    -365,98 (-0,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,46
    +0,02 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.772,80
    +7,10 (+0,40%)
     
  • BTC-USD

    62.255,53
    +327,57 (+0,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.450,62
    -12,74 (-0,87%)
     
  • S&P500

    4.507,19
    +20,73 (+0,46%)
     
  • DOW JONES

    35.369,52
    +110,91 (+0,31%)
     
  • FTSE

    7.207,99
    +4,16 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.342,50
    +52,00 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4556
    +0,0641 (+1,00%)
     

Bolsa avança 1% após dados sobre queda no desemprego

·3 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL - 09-05-2015: Visitantes na Bovespa. Gráfico das recentes flutuações dos índices de mercado no pregão da BM & F Bovespa Bolsa de Valores de Sao Paulo apos o anuncio da anulacao do impeachment. -  (Diego Padgurschi /Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL - 09-05-2015: Visitantes na Bovespa. Gráfico das recentes flutuações dos índices de mercado no pregão da BM & F Bovespa Bolsa de Valores de Sao Paulo apos o anuncio da anulacao do impeachment. - (Diego Padgurschi /Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bolsa de Valores Brasileira subia 0,99%, a 112.207 pontos, às 11h04 desta quinta-feira (30), com o mercado reagindo a dados positivos sobre a geração de emprego no país e do crescimento econômico nos Estados Unidos.

Assim, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, dá sequência à recuperação iniciada na véspera após a queda de 3,05% registrada na última terça-feira (28).

O dólar, que chegou a cair quase 1% na abertura do mercado, subia 0,42%, a R$ 5,4540.

A expectativa para o câmbio na manhã desta quinta é de volatilidade antes da formação da Ptax de fim de mês e trimestre.

Calculada quatro vezes ao dia pelo Banco Central com base nas negociações de câmbio, a Ptax é a taxa de referência para a conversão do dólar em real. Em períodos de fechamento, como nesta quinta, a formação da Ptax provoca oscilações porque a taxa deste dia é utilizada em diversos contratos cambiais do mês seguinte.

No Brasil, a taxa de desemprego caiu para 13,7% no trimestre encerrado em julho, ante os 14,1% registrados no segundo trimestre, mas o país ainda possui mais de 14 milhões de pessoas à procura de trabalho.

O Banco Central divulgou sua projeção de crescimento econômico para 2022, de 2,1%, ajustando ligeiramente a perspectiva de alta neste ano a 4,7%, abaixo dos 4,6% estimados em junho, alertando que o ciclo de elevação da taxa básica de juros conduzido para domar uma inflação descrita como "intensa e disseminada" irá afetar a atividade no ano que vem.

O BC afirmou que a expectativa é que haja ao longo de 2022 um ritmo de crescimento menor do que no segundo semestre de 2021.

Sobre a inflação de 2021, o BC estima que a taxa acumulada será de dois dígitos em setembro e o indicador deverá terminar este trimestre em 10,2%. Nos últimos três meses do ano, a expectativa é que a alta de preços arrefeça e desacelere para 8,5% ao final de 2021.

Nos Estados Unidos, Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiam 0,21%, 50% e 0,68%.

Um relatório do Departamento do Comércio confirmou nesta quinta que o crescimento econômico acelerou no segundo trimestre, graças ao estímulo do governo para alívio da pandemia, que impulsionou os gastos do consumidor.

Já o número de americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou na semana passada pela terceira semana consecutiva, o que pode levantar preocupações de que o mercado de trabalho esteja enfraquecendo.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos Estados Unidos aumentaram em 11 mil, para 362 mil, segundo dados divulgados pelo governo nesta quinta-feira. Economistas consultados pela Reuters projetavam 335 mil pedidos para a última semana.

Os três principais índices de ações de Wall Street estão a caminho de uma queda mensal, com destaque para o S&P 500, que é o índice de referência do mercado americano, que deverá quebrar uma série de ganhos de sete meses.

Em setembro, o mercado acionário americano foi marcado por preocupações sobre a inflação persistente e as consequências do potencial calote da Evergrande, uma gigante do setor imobiliário chinês que acumula uma dívida acima de US$ 300 bilhões (R$ 1,6 trilhão) e que está sem liquidez para pagar credores.

Nesta quinta, a Evergrande deixou de pagar os juros de títulos a investidores estrangeiros, cujo prazo venceu na véspera, disseram à agência Reuters dois detentores de títulos.

O petróleo Brent caía 1,21%, a R$ 77,69 (R$ 419,61).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos