Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,55
    -0,66 (-0,59%)
     
  • OURO

    1.840,40
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    30.144,88
    +1.198,24 (+4,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    670,68
    +18,45 (+2,83%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,60 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.533,34
    +130,50 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    11.953,00
    +74,75 (+0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1719
    -0,0469 (-0,90%)
     

Bola de fogo ilumina os céus do Canadá e pode ter espalhado meteoritos no solo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Uma enorme bola de fogo cruzou os céus da província canadense de Ontário na noite do último domingo (17). E segundo cientistas da Western University o bólido (nome dado a um meteoro intensamente brilhante) pode ter deixado centenas de gramas de meteoritos em solo.

Por volta das 23h37 (horário local) do último dia 17, as câmeras da Southern Ontario Meteor Network (SOMN), uma estação de monitoramento da Western, registraram a travessia do meteoro luminoso na atmosfera. A Global Meteor Network, outra estação operada por cientistas cidadãos, também capturou o fenômeno.

O especialista em meteoros Denis Vida, da Western, disse que a bola de fogo foi particularmente significativa porque ela se movia em velocidade relativamente baixa em uma órbita parecida com a de um asteroide, ou seja, não muito alongada. "Terminou muito baixo na atmosfera. Tudo isso indica que o material sobreviveu", acrescentou.

Os astrônomos descobriram que a bola de fogo surgiu quando estava a uma altitude de 90 km, cruzando o céu em direção ao norte e queimando até uma altitude de 23 km. A equipe acredita que o que sobrou da rocha espacial caiu na margem leste do Lago Simcoe, ao sul de Ontário.

Trajetória da bola de fogo e possível local de queda do que teria sobrado dela (Imagem: Reprodução/Google Earth/Western University)
Trajetória da bola de fogo e possível local de queda do que teria sobrado dela (Imagem: Reprodução/Google Earth/Western University)

Tanto a universidade quanto o Royal Ontario Museum estão pedindo aos moradores dessas áreas que entrem em contato com elas para relatar qualquer “rocha estranha”. Meteoritos costumam ser escuros e bem densos.

Essas rochas espaciais não oferecem nenhum risco à saúde humana, mas para a astronomia eles são extremamente valiosos. “Estudá-los nos ajuda a entender a formação e evolução do Sistema Solar”, ponderou Vida.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos