Mercado fechado

Bolívia libera US$ 5 mi às Forças Armadas após danos em manifestações

Valor

Medida ocorre no momento em que opositores do governo interino, em especial partidários de Evo Morales e indígenas, questionam legitimidade da gestão O governo interino da Bolívia, sob administração de Jeanine Áñez, anunciou a liberação de pouco mais de US$ 5 milhões para as Forças Armadas do país, informa o jornal local “El Deber”. Os recursos foram liberados por meio de decreto presidencial e devem ser destinados à compra de equipamentos.

A senadora Jeanine Áñez, autoproclamada presidente interina da Bolívia dois dias após a renúncia de Evo Morales

Natacha Pisarenko/AP

A medida ocorre num momento em que opositores de Añez, em especial partidários de Evo Morales e indígenas, questionam a legitimidade de sua presidência. Relatos de abusos por parte das forças de segurança contribuem para o clima de tensão e desconfiança nas ruas.

O governo argumenta que a polícia sofreu muitos prejuízos na contenção das manifestações do último mês, com danos a delegacias e veículos.

“Instruí ao Ministério do governo que realize uma avaliação de quantificação das perdas e destruição dos equipamentos e dependências de nossas forças policiais durante as manifestações para iniciar sua recuperação e que possam continuar seu serviço à Bolívia”, escreveu Áñez em sua conta no Twitter.