Mercado abrirá em 3 h 37 min

Bolívia está a um passo do descontrole, diz ministro da Defesa

O país vive dias de instabilidade política desde a eleição presidencial, em outubro A instabilidade social na Bolívia está beirando o descontrole, afirmou o ministro da Defesa do país, Javier Zavaleta. “Estamos a um passo de que [os protestos] se descontrolem totalmente e comecemos a contar os mortos em dezenas”, afirmou, de acordo com o jornal “El Deber”.

Na noite de quarta-feira, violentos confrontos em Cochabamba entre apoiadores e críticos do presidente da Bolívia, Evo Morales, deixaram quase uma centena de pessoas feridas e um morto. A Bolívia vive dias de instabilidade política desde a eleição presidencial, em outubro.

Juan Karita/AP Photo

Situação e oposição trocam acusações de fraude eleitoral e tentativa de golpe de Estado, após o Tribunal Supremo Eleitoral declarar a vitória de Morales no pleito presidencial. Este seria o quarto mandato consecutivo de Evo como presidente da Bolívia, se confirmado.

Zavaleta responsabilizou uma liderança de Santa Cruz, Luis Fernando Camacho, de provocar os confrontos a partir de um discurso radicalizado.

“É um punhado de gente que está provocando deliberadamente a polícia. O chamado para radicalizar suas medidas, tomar instituições e gerar enfrentamentos vai trazer consequências”, afirmou.