Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.248,27
    +1.580,62 (+1,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.829,15
    -403,05 (-0,76%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,57
    +1,14 (+1,33%)
     
  • OURO

    1.842,60
    +30,20 (+1,67%)
     
  • BTC-USD

    41.968,71
    +328,21 (+0,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    998,40
    +3,65 (+0,37%)
     
  • S&P500

    4.571,54
    -5,57 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    35.275,74
    -92,73 (-0,26%)
     
  • FTSE

    7.589,66
    +26,11 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.259,25
    +53,25 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1987
    -0,1084 (-1,72%)
     

Boeing vai investir fortuna para desenvolver novos aviões no metaverso

·2 min de leitura

Você certamente já ouviu falar ou leu algo a respeito do metaverso, uma espécie de “mundo virtual 3D compartilhado”, certo? Então saiba que algumas empresas, como a Boeing, já estão de olho nesta tendência e apostando alto para o futuro. Muito alto.

Segundo reportagem da Reuters, a Boeing tem US$ 15 bilhões (cerca de R$ 85 bilhões) separados para aproveitar o conceito de realidade virtual aumentada no desenvolvimento da nova frota de aeronaves.

A ideia é investir em projetos 3D de última geração, robôs que se comunicam entre si e tecnologias imersivas para os engenheiros ao redor do mundo terem acesso imediato ao conteúdo por meio do HoloLens, óculos de realidade aumentada fabricados pela Microsoft e que custam US$ 3,5 mil cada par.

A fabricante de aeronaves pretende, em um prazo máximo de 2 anos, unificar operações de design, serviços aéreos e produção em apenas um ecossistema digital.

"Trata-se de fortalecer a engenharia. Estamos falando sobre mudar a forma como trabalhamos em toda a empresa", disse o engenheiro-chefe da Boeing, Greg Hyslop.

Boeing pode ter “avião gêmeo digital”

Greg Hyslop comentou que a empresa deve seguir o caminho adotado por empresas como a Ford e a Meta Platforms, empresa-mãe do Facebook. Um dos primeiros passos seria criar e conectar cópias virtuais tridimensionais das aeronaves, ou um “gêmeo digital” para cada avião.

Executivo da Boeing apsota que velocidade e qualidade serão aprimoradas com o Metaverso (Imagem: Reprodução/Unique Aircraft)
Executivo da Boeing apsota que velocidade e qualidade serão aprimoradas com o Metaverso (Imagem: Reprodução/Unique Aircraft)

“Você obterá velocidade, qualidade aprimorada, melhor comunicação e melhor capacidade de resposta quando ocorrerem problemas”, apostou o executivo.

Segundo Hyslop, boa parte dos problemas atuais da aviação poderão desaparecer no metaverso. “Quando a construção do avião é mais harmoniosa, quando você minimiza o retrabalho, o desempenho financeiro segue daí”, concluiu.

O principal problema para colocar o sonho do executivo da Boeing em ação e, enfim, ver a empresa desenvolver os futuros aviões no Metaverso é o custo elevado de todo o processo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos