Mercado fechará em 6 h 5 min

Boeing trabalha em avião que pode dar a volta na Terra em 6 horas

Reprodução

A fabricante de aviões Boeing anunciou nesta semana que está trabalhando em um avião que pode voar a mais de 6,1 mil km/h. A aeronave, de uso militar, permitiria, em tese, dar uma volta completa na Terra em apenas 6 horas.

Para atingir a velocidade, o avião conta com turbinas normais que permitem chegar à chamada Mach 3 e, a partir daí, utiliza uma espécie de turbina sem hélice para elevar as temperaturas. Segundo a fabricante, a entrada do ar nas turbinas em velocidades altas é tão grande que não é necessário utilizar hélices.

“Desenvolver uma aeronave que decola, acelera através de Mach 1 e vai até Mach 5 ou mais é um problema realmente difícil. O impulso específico de um motor que respira ar diminui com velocidade crescente, portanto você precisa tonar a turbina maior para chegar até Mach 5. Mas fazer isso significa ter uma entrada de ar maior, bem como um bocal maior, e chegar a Mach 1 dessa forma é mais difícil”, explica Kevin Bowcutt, cientista líder de projetos hipersônicos da Boeing.

O avião conta com um sistema combinado de propulsão.Na prática, isso significa que um modelo funciona até determinado ponto de aceleração e então é substituído por outro.

O projeto, que estava sendo financiado apenas pela empresa aeronáutica, ganhou o apoio de agências governamentais dos Estados Unidos, em uma tentativa de acelerar seu desenvolvimento.

De acordo com a companhia, o projeto ainda está em fase de desenvolvimento, o que significa que ainda não há um protótipo. O que foi apresentado foi somente o conceito do avião. Confira: