Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.832,89
    -417,20 (-0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Boeing mostra nova geração do caça F-15 — e ele está espetacular

·1 minuto de leitura

O Boeing F-15 é um dos aviões militares mais avançados do mundo e a fabricante norte-americana não poupou investimentos para torná-lo ainda melhor. Em apresentação realizada no último dia 25 de agosto, a empresa deu alguns detalhes sobre a aeronave, que recebeu novos controles, aprimoramentos nos sistemas de voo e muito mais. Já há, inclusive, algumas unidades vendidas.

Segundo o pessoal da Aero Magazine, o F-15QA é uma evolução natural do tradicional F-15. Esse novo modelo tem velocidade superior, alcance e carga útil elevadas, além de receber uma nova geração do controle de voo fly-by-wire, aviônica integralmente digital e novos sensores e radares. Seu uso é voltado para missões mais táticas e que exigem alta dirigibilidade e manobras.

A Boeing não revelou quanto custa cada unidade do novo F-15, mas já afirmou que realizou a venda de 36 aeronaves para o governo do Catar, um importante aliado dos Estados Unidos no Oriente Médio. Para a negociação com o país catare, a aeronave foi rebatizada de F-15QA Ababil, em referência à ave mitológica do Islã. O preço da encomenda desse lote foi de US$ 12 bilhões, com um acordo pré-fixado para a venda de mais 36 unidades no futuro.

Segundo a Boeing, as aeronaves ficarão alocadas na base aérea de Al Udeid, no Catar, que terá um espaço para a fabricante trabalhar e supervisionar o uso do produto. As primeiras entregas devem ocorrer em 2024.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos