Mercado fechado

Boeing lança Starliner pela 1ª vez, mas nave não conseguirá chegar à ISS

Patrícia Gnipper

ATUALIZAÇÃO (20/12 às 14h50): após a realização de uma coletiva de imprensa com representantes da Boeing e da NASA, a informação oficial é a de que a Starliner está em uma órbita estável e segura após a manobra para contornar a anomalia, mas realmente a nave não conseguirá chegar à ISS conforme o previsto. Contudo, enquanto ainda estiver em órbita, a missão continua com a realização dos testes que ainda são possíveis de se fazer. A Starliner pousará de volta na Terra em White Sands, no Novo México, dentro de 48 horas.

Abaixo, você confere a notícia original na íntegra:

Enfim, depois de muitos atrasos e preocupações por parte da NASA, a Boeing fez o primeiro lançamento de sua nave Starliner rumo à Estação Espacial Internacional (ISS), dando início, de fato, ao Commercial Crew Program — programa da agência espacial contando com Boeing e SpaceX para que astronautas americanos voltem a ser enviados à ISS a partir de solo estadunidense, e com naves igualmente norte-americanas, para que o país deixe de depender dos russos nesse transporte. Contudo, apesar de um lançamento bem sucedido, a Starliner sofreu uma anomalia durante o voo nesta missão inaugural de testes, e não chegará à ISS conforme o planejado.

Cerca de 90 minutos após a decolagem, Jim Bridenstine, administrador da NASA, declarou no Twitter que a nave não conseguiria alcançar a estação orbital porque queimou muito combustível como consequência de tal anomalia.


No entanto, ele ainda dá alguma esperança dizendo que estão "trabalhando no problema". O problema foi o seguinte: 15 minutos depois do lançamento, a Starliner concluiria a inserção orbital de 40 segundos que nivelaria sua órbita, formando um círculo, o que permitiria seu encontro com a ISS. Mas essa manobra não aconteceu como o previsto, sendo necessários experimentos emergenciais para uma inserção orbital forçada, o que consumiu mais combustível. A manobra deu certo no sentido de a nave conseguir manter uma posição estável na órbita, mas o controle da missão em Houston ainda está avaliando opções de contornar o problema do combustível e, com isso, permitir a chegada da nave à ISS.

"NASA e Boeing trabalham juntas para revisar as opções disponíveis enquanto a Starliner permanece em órbita", disse Kelly Kaplan, porta-voz da empresa aeroespacial.

Esta notícia será atualizada assim que NASA e Boeing revelarem o que ficou decidido: se será possível contornar o problema e fazer com que a Starliner chegue a seu destino, ou se ela precisará ser trazida de volta à Terra antes da hora, sem concluir sua missão inicial — que, sem tripulantes, leva consigo um boneco equipado com sensores para analisar o que astronautas experimentarão durante o voo.

Abaixo, você vê como foi o lançamento da Starliner nesta sexta-feira (20):

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: