Mercado fechará em 4 h 27 min
  • BOVESPA

    112.340,30
    -2.087,88 (-1,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.397,04
    -288,99 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,22
    -0,22 (-0,27%)
     
  • OURO

    1.772,80
    +7,10 (+0,40%)
     
  • BTC-USD

    61.924,21
    -118,91 (-0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.439,45
    -23,91 (-1,63%)
     
  • S&P500

    4.507,49
    +21,03 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.378,86
    +120,25 (+0,34%)
     
  • FTSE

    7.209,13
    +5,30 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.341,25
    +50,75 (+0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4573
    +0,0658 (+1,03%)
     

BOE envia sinais e traders apostam em aumento dos juros este ano

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Operadores se preparam para um aumento dos juros pelo Banco da Inglaterra até o fim deste ano, depois que duas autoridades reforçaram sinais de uma alta iminente para segurar a inflação.

Most Read from Bloomberg

Na segunda-feira, os mercados monetários precificavam pelo menos 15 pontos-base de aumento na reunião do BOE de dezembro de 2021, segundo swaps de índice overnight em libra esterlina, o que elevaria a taxa básica para 0,25%. O mercado antes apostava que o primeiro aumento seria em fevereiro.

Michael Saunders, um dos membros mais inclinados ao aperto do Comitê de Política Monetária do BOE, sugeriu em comentários publicados no sábado que investidores estão certos em antecipar apostas de juros mais altos. Horas antes, o presidente do BOE, Andrew Bailey, alertou sobre um período potencialmente “muito prejudicial” de inflação, a menos que as autoridades tomem medidas.

As novas apostas refletem a preocupação crescente com o impacto duradouro do recente aumento dos preços, pois consumidores enfrentam custos mais altos de energia e bens, devido em parte à escassez de produtos resultante da saída do país da União Europeia. Um indicador da inflação em 10 anos com base em cálculos do mercado superou 4% na semana passada, o dobro da meta do banco central britânico.

O BOE “parece preocupado com a credibilidade da inflação”, disse Robert Wood, economista para o Reino Unido do Bank of Amercia, acrescentando que as autoridades irão “aumentar os juros antes” para evitar mais altas posteriores. O BofA espera aumento de 15 pontos-base em dezembro, seguido por outros 25 pontos-base em fevereiro, em linha com as apostas do mercado.

Os mercados monetários veem uma alta extra de 0,25 ponto percentual, elevando a taxa básica para 0,75% em agosto. Isso mesmo quando alguns investidores alertam que juros mais altos podem minar a frágil recuperação do Reino Unido dos efeitos da pandemia.

“Vemos o BOE pressionando em uma tentativa de afastar a ameaça de as expectativas de inflação se enraizarem”, disse Richard McGuire, chefe de estratégia de juros do Rabobank. “Parece impressionante imaginar o BOE elevando os juros à medida que avançamos para o Natal.”

“Saunders não é muito representativo de todo o Comitê de Política Monetária, pois tende a ser o mais extremo”, disse Peter Schaffrik, macro estrategista global do RBC Europe. “Os comentários de Bailey são importantes, pois ele também parece aceitar o aperto.”

Uma combinação de preços mais altos de energia, problemas na cadeia de suprimentos e aumento dos salários em alguns setores minou a visão original do BOE de que grande parte do salto nos preços será transitório. O banco central disse no mês passado que a inflação deve ultrapassar 4% no último trimestre.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos