Mercado abrirá em 8 h 26 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,24
    -0,28 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.727,10
    -3,40 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    20.125,39
    +543,00 (+2,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,65
    +11,22 (+2,52%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.086,46
    +177,70 (+2,57%)
     
  • HANG SENG

    18.013,24
    +933,73 (+5,47%)
     
  • NIKKEI

    27.111,11
    +118,90 (+0,44%)
     
  • NASDAQ

    11.573,00
    -67,75 (-0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1470
    -0,0209 (-0,40%)
     

BOE aumenta juros em 0,5 pp sob pressão por movimentos maiores

(Bloomberg) -- O Banco da Inglaterra realizou o segundo aumento de juros consecutivo de meio ponto percentual em sua luta para reduzir a inflação, e três dirigentes pressionaram para que a instituição se juntasse a seus pares globais em um aperto ainda mais rápido.

A mudança para uma taxa básica de 2,25% foi apoiada por cinco dos nove membros do Comitê de Política Monetária, inclusive o governador Andrew Bailey, enquanto apenas um votou por um movimento menor. Foi a sétima alta do atual ciclo, com autoridades votando para apertar a política monetária em todas as reuniões desde dezembro.

O BC britânico baixou sua previsão de pico de inflação de mais de 13% para menos de 11%, e sugeriu que uma recessão profunda pode ser evitada com o plano para aliviar as contas de energia da nova primeira-ministra Liz Truss. Detalhes desse plano, bem como cortes de impostos e outras medidas, devem ser divulgados sexta-feira, e o BOE observou que o pacote apoiará a demanda, com implicações para a inflação.

O comitê disse que “responderá com força conforme necessário” se as pressões de preços parecerem mais persistentes, reforçando a visão de que o aperto está longe de estar completo. Isso, juntamente com a pressão por um movimento de 0,75 ponto percentual de algumas autoridades, pode preparar o terreno para uma alta maior ainda este ano.

Os yields da nota to Tesouro britânico de 10 anos saltaram mais de 0,10 ponto percentual para o maior nível desde 2011 após o anúncio, com operadores apostando que os juros chegarão perto de 5% no próximo ano.

A libra, que inicialmente recuou quando o BOE evitou seguir o Federal Reserve com um movimento maior, depois recuperou algum terreno perdido, com alta de 0,5%, para US $ 1,133.

O aumento de meio ponto foi previsto pela maioria dos economistas, embora os mercados precificavam cerca de 60% de chance de mais.

O BOE estava sob crescente pressão para acompanhar o ritmo acelerado estabelecido por outros bancos centrais ao redor do mundo para proteger a libra, que caiu para seu nível mais baixo desde 1985, à medida que as taxas de juros dos EUA atraem capital.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.