Mercado fechado

BNDES quer vender metade de fatia na JBS até final do ano, diz presidente do conselho

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do conselho de administração do BNDES, Carlos Thadeu de Freitas, afirmou que o banco de fomento deverá vender cerca de metade de sua participação na processadora de carne JBS até o final do ano, uma operação que pode levantar 7,8 bilhões de reais.

O braço de participações do BNDES, BNDESPar, tem 21,3 por cento das ações da JBS. A Reuters publicou na semana passada que o BNDES contratou um pool de bancos para organizar a operação de venda de cerca de 290 milhões de ações da processadora de carne.

"A operação deve ficar na casa de 8 bilhões de reais... Acho que é uma operação para esse ano, a não ser que não se tenha preços tão bons, mas eles estão bons e ainda atraentes", disse Freitas a jornalistas após participar da abertura do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex).

"O preço hoje é bom, mas não tão bom como no passado... a perda com a demora na venda é por aí, de 1 a 2 bilhões de reais", acrescentou o executivo.

As ações da JBS exibiam queda de 1,5% às 12h30, perto da ponta negativa do Ibovespa, que mostrava valorização de 0,16%.

Segundo Freitas, o conselho do BNDES aprova a venda das ações da JBS e prefere que a operação ocorra via oferta pública.


(Por Rodrigo Viga Gaier)