BNDES: empréstimo para 1ª fase do TAV é de R$ 6,6 bi

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta sexta-feira as novas condições de financiamento para a implantação do Trem de Alta Velocidade (TAV), após as mudanças no modelo de licitação do projeto. Para a primeira etapa de licitação, com entrega de propostas marcada para 13 de agosto deste ano, o empréstimo está limitado a R$ 5,3 bilhões na data-base de dezembro de 2008, corrigidos pelo IPCA (R$ 6,6 bilhões, em valores de dezembro de 2012), com taxa de juro de TJLP (Taxa de Juro de Longo Prazo, hoje em 5%) mais 1% e prazo de até 30 anos.

O TAV terá 511 quilômetros de extensão, conectando os municípios de Campinas, São Paulo e Rio e Janeiro. O trem terá velocidade máxima de cerca de 300 km/h e paradas em outros municípios ao longo do percurso.

Segundo nota divulgada pelo BNDES, a primeira etapa do projeto compreende a implantação dos sistemas de sinalização, eletrificação e comunicação, fornecimento do material rodante, proteção acústica, operação e manutenção do sistema. A empresa responsável pela execução da etapa será selecionada por meio de leilão. O BNDES concederá apoio financeiro ao concessionário que vencer a licitação.

O apoio do BNDES será na modalidade de "project finance", de forma direta.

Carregando...