Mercado abrirá em 4 h 35 min

BNDES aprova financiamento de R$ 208 milhões para parque eólico

Valor

O parque eólico pertence ao grupo Casa dos Ventos e é um dos oito localizados no Complexo Eólico Rio do Vento, atualmente em construção, no Rio Grande do Norte O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de longo prazo para a implantação do parque eólico Ventos de Santa Martina 14, localizado nos municípios de Caiçara do Rio do Vento e Riachuelo, no Rio Grande do Norte. O financiamento à sociedade de propósito específico (SPE) Ventos de Santa Sofia Energias Renováveis S.A. será de R$ 208 milhões.

O parque eólico pertence ao grupo Casa dos Ventos e é um dos oito localizados no Complexo Eólico Rio do Vento, atualmente em construção, com capacidade total instalada de 504 megawatts.

O BNDES financiará as obras de implantação e a aquisição de equipamentos nacionais. A previsão é que o parque eólico Ventos de Santa Martina 14 entre em operação comercial daqui a um ano, incorporando 63 megawatts à capacidade total do complexo.

A energia gerada pelo parque eólico foi comercializada majoritariamente no mercado livre, em contrato de longo prazo com um grupo nacional do setor automotivo que poderá tornar-se autoprodutor, passando a integrar a estrutura acionária da SPE.

Em março, o BNDES e a Engie Brasil assinaram contratos no valor de R$ 2,7 bilhões para implantação de um complexo eólico, na Bahia. O Conjunto Eólico Campo Largo - Fase 2, nos municípios baianos de Umburanas e Sento Sé, vai gerar energia suficiente para atender 850 mil domicílios.

A Ventos de Santa Sofia Energias Renováveis pertence ao grupo econômico Casa dos Ventos, uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil. Além do histórico de implantação de 1,2 GW nos últimos cinco anos, a empresa foi responsável pelo desenvolvimento de aproximadamente 30% de todos os empreendimentos eólicos em operação no país. A companhia detém também projetos de geração solar nos Estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia.