Mercado fechado

BNDES aprova empréstimo de R$ 1,3 bi para parque eólico da Neoenergia na Paraíba

Vinicius Neder

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 1,3 bilhão para a implantação de 12 parques eólicos da Neoenergia na Paraíba.

O projeto financiado inclui o sistema de transmissão associado e tem capacidade instalada de 370,8 megawatts (MW), o suficiente para abastecer cerca de 840 mil domicílios, informou há pouco o BNDES em nota.

O empréstimo corresponde a 80% do investimento total da Iberdrola no projeto, que soma R$ 1,6 bilhão. Os 12 parques eólicos são controladas pela Força Eólica do Brasil S.A., que por sua vez é controlada pela Neoenergia.

Os parques eólicos ficam nos municípios de Santa Luzia, São José do Sabugi, São Mamede e Areia de Baraúnas, na Paraíba. As obras de construção começaram no fim de 2019 e têm prazo de execução de até 36 meses, com a conclusão de todo o complexo prevista para 2022.

"Estima-se que durante a fase de construção sejam gerados 1.000 empregos diretos e 300 indiretos, sendo grande parte da mão de obra proveniente de localidades próximas ao empreendimento, no interior do Estado", diz a nota divulgada pelo BNDES.