Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.678,97
    -1.178,18 (-1,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

BMW quer limitar autonomia de seus carros elétricos em 600km; entenda

·1 minuto de leitura

Na contramão de empresas como a XPeng, Hyundai e Lucid Motors, a montadora alemã BMW acha que os carros elétricos não precisam ter níveis de autonomia absurdos, beirando os 1.000km. Para a marca, os automóveis zero emissão precisam ter baterias que aguentam percorrer, no máximo, 600km, isso se você for um usuário mais afeito a percursos longos ou a veículos maiores.

“Mil quilômetros de alcance não é uma meta que temos com nossos carros totalmente elétricos. Nosso objetivo é atingir 600 quilômetros de autonomia para nossos carros zero emissão e 100 quilômetros com nossos híbridos plug-in no uso diário”, disse David Ferrufino em entrevista ao portal WhichCar.

Para isso, a empresa já disse que vai limitar o desenvolvimento das baterias e separar o tamanho delas com base no tipo de veículo. Para Ferrufino, se você tem um carro para uso urbano, como o BMW i3, basta que você disponha do suficiente para rodar na cidade; enquanto modelos maiores, como o iX, precisam de módulos maiores para percorrer distâncias maiores e com melhor desempenho.

O BMW iX ainda não chegou ao Brasil (Imagem: Divulgação/BMW)
O BMW iX ainda não chegou ao Brasil (Imagem: Divulgação/BMW)

Com essa decisão, a BMW segue um caminho oposto de marcas mais generalistas quando pensamos em carros elétricos, como a Tesla e a própria Hyundai, que já pensam em modelos com mais de 700km de autonomia. Mas, mesmo com essa visão, tudo vai depender de como será a infraestrutura do país ou cidades.

No Brasil, a empresa trabalha com apenas um carro elétrico, o BMW i3. Há, no entanto, modelos híbridos plug-in dos sedãs Série 3 e Série 5.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos