Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.665,61
    -52,43 (-0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

BMW lança bicicleta elétrica que chega a 60 km/h e pode ser controlada via app

·3 minuto de leitura

A BMW parece disposta a monopolizar as atenções no IAA, Salão de Mobilidade que está sendo realizado em Munique, na Alemanha, nesta semana. Para isso, preparou dois lançamentos parecidos, mas de divisões diferentes da empresa: a i Vision AMBY e a Motorrad Vision AMBY. Os nomes podem parecer iguais à primeira vista, mas esse pequeno “i” faz toda a diferença.

A BMW i Vision é, na verdade, uma bicicleta elétrica motorizada, também chamada de pedelec, que alia desempenho, tecnologia e autonomia. O desempenho faz com que ela possa acelerar a até 60 km/h, e a autonomia permite ao usuário percorrer até 300 quilômetros com uma única carga, mas em velocidade mínima (25 km/h). A bateria da i Vision é de 2.000 Wh. A tecnologia? Ela está diretamente ligada aos outros dois pontos levantados.

Por meio de um aplicativo próprio da BMW, o condutor tem sua geolocalização detectada durante o uso da i Vision. Desta forma, ele fica impedido de ultrapassar os limites legais de velocidade estabelecidos por cada região. Assim, a bicicleta elétrica alemã desacelera automaticamente, por exemplo, quando o usuário sai de uma via rápida para o centro da cidade. O app também permite verificar o status da bateria e acionar remotamente um dispositivo contra roubo.

Imagem: Divulgação/BMW
Imagem: Divulgação/BMW

A tecnologia também está presente no guidão e no cano de ajuste do selim. Em ambos os locais é possível ver barras de luz de LED, recurso que tem como principal objetivo aumentar a segurança do usuário, principalmente à noite.

“Este veículo ocupa o espaço entre uma bicicleta e uma moto e permite aos nossos clientes decidirem por si próprios em que estradas ou percursos querem percorrer em uma zona urbana. Tem toda a flexibilidade possível, pois, ao mesmo tempo em que rodam os pedais, ainda se mantêm em forma”, explicou Werner Haumayr, vice-presidente de design da BMW Group.

Motorrad Vision

O segundo lançamento da BMW nesta segunda-feira (6) foi a Motorrad Vision AMBY. Lançada pela divisão de motos da marca, ela atinge exatamente a mesma velocidade da “irmã”. O design, no entanto, faz com que ela se encaixe mais na categoria de motos elétricas leves e não das bicicletas, ou pedelecs.

Imagem: Divulgação/BMW
Imagem: Divulgação/BMW

A BMW ainda não revelou muitos detalhes sobre a motorização da Motorrad Vision AMBY, tampouco da bateria. O visual dela, no entanto, deixa claro que ela foi desenvolvida principalmente para passeios off-road, com pneus mais largos e sistema de suspensão robusto.

“A BMW Motorrad Vision AMBY nos leva a um novo território. Para nós, o foco está no comportamento do usuário. Nosso objetivo era desenvolver um veículo extremamente emocional para uma mobilidade inteligente dentro e ao redor da cidade que oferecesse o máximo de liberdade”, comentou Edgar Heinrich, chefe de design da BMW Motorrad. “Ela realmente permite que nossos clientes vivenciem a vida urbana de uma maneira totalmente nova, percorram distâncias com mais flexibilidade e se libertem da cidade de vez em quando. É uma introdução fascinante ao mundo da BMW Motorrad, que também promete o máximo prazer de condução”.

Se você curtiu uma, ou as duas novidades da BMW e não vê a hora de montar na i Vision ou na Motorrad Vision AMBY, melhor apertar o freio. A empresa não divulgou, por enquanto, os preços que serão cobrados por cada uma delas, nem se o Brasil está entre os mercados que terão a bike elétrica e a moto disponíveis para venda no futuro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos