BM&FBovespa mantém meta de despesas para 2012

A BM&FBovespa decidiu não revisar a sua projeção (guidance) de despesas para 2012, de R$ 560 milhões a R$ 580 milhões, de acordo com Eduardo Refinetti Guardia, diretor executivo financeiro, corporativo e de Relações com Investidores da bolsa. Segundo ele, a manutenção do guidance é justificada pelo fato de a companhia ter optado transferir R$ 15 milhões para a BSM, entidade que responde pela supervisão do mercado. "O orçamento da BSM é de R$ 32 milhões a R$ 35 milhões. Para 2013, ela precisará de um aporte de até R$ 15 milhões para concluir sua função com tranquilidade. Por isso, optamos por já fazer este aporte", explicou Guardia.

Sobre os investimentos, o executivo disse que a projeção de desembolsos este ano também será mantida. Isso porque embora o investimento da BM&FBovespa em nove meses, de R$ 124,2 milhões, esteja abaixo da projeção, de R$ 230 milhões a R$ 260 milhões, mais R$ 80 milhões serão desembolsados no quarto trimestre. Dentre os eventos que consumirão esses investimentos, conforme Guardia, estão o novo datacenter da bolsa, a plataforma PUMA, o novo centro de operações que deve ser entregue nas próximas semanas, o projeto de integração das clearings e o novo sistema de risco CORE. A projeção de investimentos de 2010 a 2013 está mantida em R$ 1,1 bilhão.

Carregando...