Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.573,57
    -875,10 (-1,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Blue Origin faz novo voo suborbital e não tripulado com o veículo New Shepard

·2 minuto de leitura

Nesta quinta-feira (26), a Blue Origin lançou a missão NS-17, que foi o 17º voo realizado com o sistema New Shepard. A bordo do veículo, havia 18 cargas úteis comerciais, incluindo 11 experimentos patrocinados pela NASA, uma instalação artística com uma obra de do artista Amoako Boafo e cartões postais produzidos por crianças, que foram levados ao espaço suborbital e retornaram para a Terra.

Após quase uma hora de atraso, o foguete New Shepard foi lançado durante a manhã, às 11h32 no horário de Brasília, nas instalações da empresa no Texas. Em sua conta do Twitter, a Blue Origin confirmou que a cápsula foi separada do propulsor e que as cargas úteis a bordo iriam passar alguns minutos na microgravidade. Segundo informações da empresa, a velocidade máxima de ascensão alcançada foi de 3.592 km/h.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A missão durou 10 minutos e 15 segundos, e tanto o veículo quanto a cápsula retornaram em segurança para o solo, nesta que foi a primeira missão realizada com o New Shepard desde o primeiro voo comercial com o veículo, lançado em julho. Desta vez, o sistema chegou à altitude aproximada de 106 km e ultrapassou tranquilamente a Linha de Kárman, que estabelece um limite imaginário como a fronteira que delineia o espaço e a atmosfera terrestre.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Desta vez, havia 18 cargas úteis científicas a bordo; entre elas, estava um experimento com uma tecnologia criada para converter resíduos espaciais em gases, como vapor, e outro que demonstrava uma nova forma de medir a quantidade restante de combustível no tanque das naves. Por fim, havia também um retrato artístico produzido pelo artista Amoako Boafo, que mostrava ele, sua mãe e alguns amigos dela.

Abaixo, você confere a transmissão completa do lançamento:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos