Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.580,53
    +58,38 (+0,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Bloqueios golpistas terminam em São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após três dias de protestos, não há mais pontos de bloqueio nas rodovias estaduais e federais do estado de São Paulo, segundo o último boletim divulgado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) por volta das 20h30 nesta quarta-feira (2).

Os protestos de bolsonoristas perderam força nas últimas horas, após o presidente Jair Bolsonaro (PL) divulgar um vídeo pedindo para seus apoiadores liberarem as rodovias que estão obstruídas. O mandatário diz que outras manifestações, em praças e locais públicas, são "do jogo democrático" e não comenta o teor golpista dos protestos.

Ainda assim, 13 estados seguem com vias obstruídas por apoiadores do presidente que se negam a aceitar a derrota nas eleições para Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Reduto bolsonarista, Santa Catarina é o estado com o maior número de bloqueios, com um total de 35. O Mato Grosso vem na sequência, com 31 registros até o momento.

Acre, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rondônia e Tocantins também registram protestos de bolsonaristas nesta quarta.

Já o Nordeste, região em que Lula teve quase 70% dos votos, tem apenas dois bloqueios no Maranhão no início da noite desta quarta.

A PRF já aplicou quase 2.000 multas a motoristas que estão bloqueando as rodovias, em um valor que já ultrapassa R$ 18 milhões.