Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,77
    +0,57 (+0,73%)
     
  • OURO

    1.763,90
    +0,20 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    16.579,64
    +404,54 (+2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    393,25
    +4,52 (+1,16%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    27.864,86
    -162,98 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.515,50
    -9,25 (-0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4622
    +0,0056 (+0,10%)
     

Bloqueio em via para aeroporto de Guarulhos provoca cancelamento de voos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O acesso na noite desta segunda-feira (31) ao aeroporto de Guarulhos pela rodovia Helio Smidt foi prejudicado pelo bloqueio das duas pistas, provocando o cancelamento de ao menos três voos, segundo a concessionária que administra o terminal.

Um grupo de manifestantes a favor do presidente Jair Bolsonaro (PL) e contrários ao resultado das eleições, que deram vitória para Luiz Inácio Lula da Silva (PT), escolheu o local para protestar. Eles pedem um golpe.

A GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto internacional de São Paulo, informa que ainda há dificuldade em acessar os terminais, devido à manifestação, nos dois sentidos da rodovia.

Segundo a GRU, até o momento, três voos da Latam e um da United Airlines foram cancelados. A concessionária orienta os passageiros a verificarem a situação de seus voos com as respectivas companhias aéreas.

O protesto teria começado por volta das 19h desta segunda-feira e, de acordo com a GRU, a manifestação seguia acontecendo por volta das 22h.

A concessionária disse que ainda não há informações sobre novos cancelamentos que afetem os voos desta segunda ou terça-feira, mas reforçou a recomendação de consultar as companhias aéreas.

A empresa explica que a dificuldade de acesso ao aeroporto compromete tanto o trânsito de passageiros quanto o de funcionários do terminal e das companhias.

Apoiadores do presidente Bolsonaro, incluindo caminhoneiros, iniciaram na noite de domingo (30), após a divulgação do resultado das eleições, uma série de bloqueios em estradas de todo o país.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou nesta segunda (31), até final da noite, 321 pontos de bloqueios ou aglomerações em vias de 25 estados e no Distrito Federal.