Mercado abrirá em 8 h 29 min
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,99
    +0,79 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.766,40
    +2,70 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    16.944,12
    +657,17 (+4,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,33
    +13,61 (+3,50%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.227,89
    +23,21 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    27.858,16
    -169,68 (-0,61%)
     
  • NASDAQ

    11.530,75
    +6,00 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4647
    +0,0081 (+0,15%)
     

Blonde | Espectadores apontam exploração de Marilyn Monroe no filme da Netflix

Blonde mal estreou e já vem trazendo discussões controversas. O filme da Netflix, protagonizado por Ana de Armas, conta a história da atriz Marilyn Monroe, que morreu na década de 1960.

A biografia fictícia deveria ser uma homenagem à memória de Monroe, mas vem sendo classificada como exploradora e inassistível. Apesar da qualidade da fotografia, direção e atuação, principalmente de Ana de Armas, o filme vem amargando apenas 44% de aprovação da crítica especializada e 34% da audiência no Rotten Tomatoes.

<em>Os maiores elogios ao filme são pela atuação de Ana de Armas (Imagem: Divulgação/Netflix)</em>
Os maiores elogios ao filme são pela atuação de Ana de Armas (Imagem: Divulgação/Netflix)

Críticas

Grande parte das críticas ao filme Blonde abordam as mesmas questões: a exploração sexual e desumanização de Marilyn Monroe, uma das maiores atrizes da Era de Ouro de Hollywood. Basta fazer uma busca no Twitter pelo filme para ver as mesmas indignações sobre o filme. Muitas reclamações pontuam o quão óbvio é que o longa foi dirigido por um homem:

Blonde é um filme inspirado no livro homônimo de Joyce Carole Oates, que aborda a vida e carreira de Monroe desde a infância conturbada até a transformação em uma estrela de Hollywood nos anos 1950. A atriz morreu em 1962, com apenas 36 anos, vítima de overdose de remédios.

Ana de Armas saiu em defesa do diretor, dizendo que Dominik queria que o mundo descobrisse como se sentir não só como Marilyn, mas como Norma Jean, o nome verdadeiro da atriz.

Você pode assistir ao filme Blonde na Netflix.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: