Mercado fechado

BlackRock capta US$ 1 bilhão para projetos de energia limpa

Brian Eckhouse

(Bloomberg) -- O mais recente indicador do apetite de investidores famintos para lucrar com energia limpa: a BlackRock acaba de captar US$ 1 bilhão para projetos de energia eólica, solar e de armazenamento de bateria.

A maior gestora de recursos do mundo recebeu compromissos iniciais de mais de 35 investidores institucionais na América do Norte, Europa e Ásia para seu terceiro fundo global de energias renováveis. É a maior quantia que a BlackRock já levantou para a primeira captação de um fundo de energia limpa.

A energia renovável está se tornando “um dos setores mais ativos em infraestrutura”, afirmou David Giordano, chefe global da energia renovável da BlackRock, acrescentando que a geração de energia global vai passar de uma proporção de “dois terços de combustíveis fósseis para dois terços de energias renováveis nas próximas décadas”.

Os investimentos em energia limpa aumentam diante da pressão global para reduzir o uso de combustíveis fósseis e combater as mudanças climáticas. A energia eólica, solar e outras fontes de energia renovável devem atrair cerca de US$ 322 bilhões por ano até 2025, segundo a Agência Internacional de Energia. Esse valor é quase o triplo dos US$ 116 bilhões por ano que serão destinados às usinas de combustíveis fósseis.

A BlackRock Real Assets pretende levantar um total de US$ 2,5 bilhões para o fundo, disse Giordano. Sua unidade de energia renovável administra US$ 5,5 bilhões em ativos. O primeiro fundo de fontes renováveis captou US$ 611 milhões e está totalmente investido. O segundo levantou US$ 1,65 bilhão.

--Com a colaboração de Annie Massa.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórter da matéria original: Brian Eckhouse New York, beckhouse@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Lynn Doan, ldoan6@bloomberg.net, Joe Ryan, Reg Gale

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2019 Bloomberg L.P.