Mercado abrirá em 6 h 8 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,02
    -0,24 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.811,60
    -10,60 (-0,58%)
     
  • BTC-USD

    38.430,77
    -1.816,16 (-4,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    932,44
    -28,46 (-2,96%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.128,56
    -107,24 (-0,41%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.985,50
    +32,75 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1200
    -0,0241 (-0,39%)
     

BlackRock alerta para impacto de impostos sobre ações dos EUA

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Estrategistas do BlackRock Investment Institute estão menos otimistas em relação ao mercado acionário dos Estados Unidos, pelo menos no curto prazo.

O risco de impostos mais altos, regulamentação mais rigorosa e potencial de crescimento econômico mais rápido em outros países desenvolvidos diminuiu o apelo do mercado americano, disseram estrategistas liderados por Wei Li em relatório.

“Vemos as ações em mercados desenvolvidos fora dos EUA como mais bem posicionadas para capturar a retomada econômica ao longo do horizonte tático, conforme o poderoso reinício se amplia”, escreveram. “Impostos potencialmente mais altos e mais regulamentações podem representar desafios para o forte desempenho das ações dos EUA.”

O S&P 500 é negociado em máxima histórica depois de subir mais de 90% em relação à mínima de março de 2020, levando investidores a pesar os possíveis riscos para o rali e a considerar outros mercados que não subiram tanto. Ações da Europa e do Japão podem ser vencedoras na fase atual de aposta na recuperação, segundo os estrategistas, e essas regiões também enfrentam menor risco de tributação extra e mais regulamentação em comparação com os EUA.

Os estrategistas da BlackRock dizem que se o governo Biden conseguir impor um imposto corporativo de 28% e uma alíquota global mínima de 21%, isso reduziria o lucro por ação para o S&P 500 em 7% no próximo ano. Ao mesmo tempo, esperam que o possível aumento de impostos seja mais moderado.

Embora as ações dos EUA possam ser pressionadas, os estrategistas ainda preferem empresas de pequena e média capitalização do país, pois estas são menos propensas a serem afetadas por impostos e regulamentações com alvo em grandes multinacionais.

No entanto, em um horizonte de seis a 12 meses, os estrategistas da BlackRock estão overweight (recomendação acima da média) em ações dos EUA e do Reino Unido, neutros na zona do euro e underweight (abaixo da média) no Japão.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos