Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.598,37
    +166,51 (+1,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Black Friday | Ainda dá tempo, saiba como se organizar para aproveitar descontos

A Black Friday se aproxima e quem quiser aproveitar as grandes ofertas, do dia 25 de novembro, precisa de preparação e organização. A data foi adotada pelo varejo brasileiro desde 2010 e promete muitos descontos aos consumidores, gerando lucro para as empresas de comércio eletrônico.

Para quem ainda não conhece o termo, a Black Friday surgiu nos Estados Unidos para dar nome a uma ação de vendas, que derruba os preços dos produtos no varejo por 24 horas. O evento acontece sempre na quarta sexta-feira de novembro, após o feriado de Ação de Graças, um dos mais tradicionais por lá.

Durante o período, as empresas participantes oferecem descontos em produtos de todas as categorias, como smartphones, notebooks, eletrodomésticos, TVs, roupas, calçados, livros e muito mais. A grande vantagem é aproveitar as ofertas e antecipar as compras de Natal.

No Brasil, as projeções de compra e venda são positivas para esta edição da Black Friday. De acordo com uma pesquisa feita pelo Mercado Livre e Mercado Pago, em parceria com o Instituto Ipsos, 78% dos brasileiros querem gastar mais durante o evento. As categorias de moda e tecnologia se destacam nas intenções de compra dos consumidores. Além disso, segundo dados revelados no estudo, o Mundial de Futebol de 2022 incentivou a busca por televisores com mais de 50 polegadas.

Sendo assim, veja algumas dicas para se organizar nessa “pré-black friday” e  aproveitar o melhor do evento.

4 dicas para se preparar para a Black Friday

1. Evite cair em golpes

Nem tudo são flores no dia do mega desconto. Em 2021, por exemplo, foram registradas mais de 700 reclamações no Procon-SP, de casos da Black Friday. Em adição, no site Reclame Aqui, foram feitas cerca de 10 mil queixas sobre o evento. As maiores reclamações ficaram por conta da indisponibilidade de produtos, atraso ou cancelamento dos itens, mudanças de preço na finalização da compra, “maquiagem de descontos” e falhas nas páginas de internet.

A chamada “maquiagem de preços” também é muito lembrada, quando o assunto é a Black Friday brasileira. Trata-se da famosa “metade do dobro”, uma tática usada por sites de e-commerce não confiáveis, para enganar o consumidor com uma falsa promoção.

Funciona da seguinte forma: os lojistas sobem os preços dos seus produtos alguns dias antes do evento e, desta forma, qualquer desconto aplicado neste valor será entendido pelo consumidor como uma vantagem – mesmo que isso signifique pagar o mesmo valor praticado em dias comuns.

Sendo assim, para evitar lojas online não confiáveis, uma boa dica é conferir a lista de sites não recomendados pelo Procon de São Paulo. A listagem é organizada em ordem alfabética, de acordo com a URL da página, e indica os sites que devem ser evitados, pois tiveram reclamações de consumidores registradas no órgão, foram notificados e não responderam ou não foram encontrados.

Outra dica interessante é usar o site Reclame Aqui para pesquisar a reputação das lojas. Durante a Black Friday, o serviço libera um ranking das empresas participantes, mostrando quais recebem mais reclamações sobre as promoções do dia. Além disso, para facilitar as buscas, o Reclame Aqui também oferece uma extensão para o Google Chrome, que permite acompanhar a reputação das empresas, assim que o usuário entra em um site de compras.

Não caia em golpes com falsos descontos na Black Friday (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels)
Não caia em golpes com falsos descontos na Black Friday (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels)

2. Pesquise os preços antes do dia da Black Friday e compare

Para evitar a confusão causada pela “maquiagem de preços”, não custa nada dar uma olhadinha no produto que deseja comprar e fazer um print da tela com o preço atual. Se tiver problemas com os valores praticados na Black Friday, você poderá recorrer ao Procon.

Além disso, plataformas e apps que comparam preços entre diferentes lojas e mostram um histórico de valores, podem ajudá-lo a saber se o desconto apresentado realmente é válido. O Zoom e o Buscapé, por exemplo, são alguns dos serviços disponíveis. Algumas lojas também entraram nessa onda e criaram suas próprias soluções para que o consumidor acompanhe a evolução dos preços de seus produtos favoritos.

3. Faça uma lista de compras

Organize-se. Se ainda não deu tempo e você deixou tudo para a última hora, aproveite os dias que ainda restam para criar uma listinha com os itens que deseja comprar. Defina também as suas prioridades, assim poderá analisar o valor de cada desconto e ver o que realmente vale a pena – e é necessário – para adicionar ao carrinho de compras. Pesquise as categorias que mais te interessam, afinal, nem só de eletrônicos vive a Black Friday.

Quem está planejando viajar, por exemplo, pode aproveitar a data para comprar passagens e pacotes mais baratos. Durante o período de ofertas, empresas de viagens e turismo costumam oferecer preços e condições especiais, incluindo destinos nacionais e internacionais, com direito a hotéis, pacotes completos (com ou sem parte aérea), cruzeiros, e aluguel de casas e apartamentos por temporada com descontos para todos os bolsos.

4. Cadastre-se para receber alertas de ofertas

Lojas participantes costumam oferecer a opção de cadastro de e-mail em seus próprios sites, para o recebimento de ofertas em primeira mão, durante a Black Friday. Sendo assim, vale o registro nas páginas que vendem os produtos que estão na sua mira.

Além disso, você pode contar com a equipe especializada do Canaltech Ofertas, que segue todos os passos de segurança e pode ajudá-lo a encontrar os melhores preços. Para ter acesso a cupons de desconto e ofertas, fique atento também aos grupos do WhatsApp e Telegram.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: