Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.782,15
    -194,55 (-0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.081,33
    -587,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,17
    -0,07 (-0,09%)
     
  • OURO

    1.743,20
    +2,90 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    16.265,21
    +117,92 (+0,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,01
    +1,72 (+0,45%)
     
  • S&P500

    3.963,94
    -62,18 (-1,54%)
     
  • DOW JONES

    33.849,46
    -497,57 (-1,45%)
     
  • FTSE

    7.474,02
    -12,65 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    17.613,24
    +315,30 (+1,82%)
     
  • NIKKEI

    28.045,02
    -117,81 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.626,50
    +10,25 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5557
    +0,0065 (+0,12%)
     

Black Friday | 5 dicas para evitar as compras por impulso

Com a proximidade da Black Friday, marcada para o dia 25 de novembro, é comum que as compras por impulso também entrem em cena. Segundo uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), feita em 2021, quase 60% dos consumidores têm esse comportamento.

Para Thaíne Clemente, executiva de estratégias e operações da plataforma de crédito pessoal online Simplic, a questão envolve aspectos emocionais. “É preciso entender a necessidade de certas compras e refletir sempre sobre prioridades e luxos extras”, destaca.

5 dicas para não comprar por impulso na Black Friday

De acordo com uma estimativa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a Black Friday 2022 pode ser a maior edição do evento, até hoje, no Brasil. Considerando o aumento do número de compras, provocado pela variedade de ofertas disponíveis no período, um dos cuidados que o consumidor deve ter é de evitar as compras por impulso, para não gerar endividamentos e outros prejuízos. Confira algumas dicas para aproveitar a Black Friday sem despesas excessivas.

1 – Avalie se realmente precisa do item

Não é porque algo está na promoção ou com preço inferior à média de mercado que você precisa comprar. Pense duas vezes se realmente necessita dele. “Além disso, lembre-se sempre das contas fixas que tem no mês e priorize-as”, ensina Thaíne.

2 – Espere um tempo

Muitas promoções e descontos podem se manter ou voltar depois. Então, não é necessário comprar imediatamente. Isso vale principalmente para quem está em dúvida: se não está seguro, o produto pode não ser tão necessário. Uma boa ideia é deixá-lo alguns dias no carrinho e refletir sobre a necessidade da compra.

3 – Não acredite em tudo o que está escrito

Frases como “é a última do estoque”, “você pode parcelar em quantas vezes quiser”, “a promoção acaba hoje” são estratégias usadas para impulsionar a compra e levar o cliente a “não perder a oportunidade”. Não se deixe influenciar por elas.

Várias compras parceladas no cartão podem trazer uma surpresa ruim no fechamento da fatura (Imagem: Cup of Couple/Pexels)
Várias compras parceladas no cartão podem trazer uma surpresa ruim no fechamento da fatura (Imagem: Cup of Couple/Pexels)

4 – Cuidado com o cartão de crédito

Se for mal usado, o cartão de crédito pode se tornar um inimigo. O ideal é usá-lo apenas para contas fixas mensais e já planejadas, de forma a evitar o número alto de parcelas, além de colocar um limite nos gastos do mês. Nas compras online, deve-se ter cuidado para não comprar produtos baratos todos os dias ou semanas e, no final do mês, ter uma surpresa ruim na fatura.

5 – Pare de seguir lojas em redes sociais

Quem não está em um momento de estabilidade financeira, deve evitar seguir lojas e vendedores no Instagram e no TikTok: isso pode aguçar a vontade de comprar. Essas “vitrines online” facilitam o consumo, já que o cliente não precisa sair de casa e ainda pode falar diretamente com o vendedor.

Siga as dicas para reforçar o seu planejamento de compras. Pois, além do cuidado para não cair em golpes na Friday 2022, também é importante aproveitar os descontos com sabedoria, respeitando o seu orçamento disponível para gastos extras.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: