Mercado abrirá em 5 h 42 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,23
    +2,05 (+3,10%)
     
  • OURO

    1.790,80
    +14,30 (+0,80%)
     
  • BTC-USD

    56.990,53
    +897,49 (+1,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.466,87
    +24,10 (+1,67%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.701,05
    +225,79 (+0,96%)
     
  • NIKKEI

    27.932,22
    +110,46 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    16.371,50
    +221,00 (+1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3940
    +0,0240 (+0,38%)
     

Bizarro! Peixe é encontrado nos EUA com um parasita no lugar da língua

·1 min de leitura

Já imaginou capturar um peixe e descobrir que no lugar da língua dele existe um parasita? Esse acontecimento, que até parece incomum, aconteceu em um parque do Texas, nos Estados Unidos. Na página oficial do Galveston Island State Park no Facebook, uma publicação conta que o flagra se trata de um parasita "comedor de línguas". A criatura estava dentro da boca de um peixe da espécie Micropogonias undulatus, popularmente conhecido como corvina.

O parasita isópode é conhecido como Cymothoa exigua, ou peixe-comedor-de-língua, e é bastante comum na região. Quando escolhe o peixe que será a sua vítima, ele desprende a língua do peixe, se conecta à boca dele e, basicamente, se torna a sua língua, alimentando-se de muco que é formado ali. A criatura também é a única conhecida por substituir o órgão de um hospedeiro de forma funcional.

Segundo Mark Fisher, funcionário do parque, a aparição do parasita não é raro. Inclusive, ele pode dominar a língua de outras espécies de peixes que habitam os Estados Unidos. Fisher conta que o parasita entra na boca do peixe pelas guelras, com a fêmea substituindo a língua e os machos permanecendo onde entraram, e o peixe não tem a saúde prejudicada, tampouco traz riscos para os humanos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos