Mercado abrirá em 51 mins
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,00
    -0,96 (-1,16%)
     
  • OURO

    1.780,50
    +10,00 (+0,56%)
     
  • BTC-USD

    63.850,54
    +1.584,66 (+2,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,48
    +17,12 (+1,17%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.220,28
    +2,75 (+0,04%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.408,75
    +10,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5085
    +0,0123 (+0,19%)
     

Bizarro! Homem quer devolver ônibus espacial russo se receber um crânio em troca

·2 minuto de leitura

Em 1988, a antiga União Soviética criou a série de veículos espaciais Buran, que seriam a versão soviética dos ônibus espaciais da NASA. O primeiro deles foi lançado para a órbita terrestre, sem tripulação e, cinco anos depois, o programa foi cancelado, com o veículo sendo deixado em um hangar, que desabou e o destruiu. Já o Burya, outro ônibus espacial da família, resistiu e é de grande valor para o país. Agora, um empresário alega ter os direitos do Burya, dizendo que pode cedê-lo às autoridades russas desde que ele receba um crânio humano em troca.

O empresário em questão é Dauren Musa, que afirma ter o título que lhe confere a posse do Burya. Este, que é o segundo veículo do antigo programa, encontra-se em instalações do cosmódromo de Baikonur, mas os oficiais russos seguem acompanhando-o, já que o Burya foi alvo de vandalismo recentemente e eles temem que este artefato do programa seja danificado após a destruição do Buran original. Não se sabe exatamente como Musa conseguiu os direitos do Burya, mas é possível que os tenha adquirido em alguma venda de artigos espaciais após o fim da União Soviética.

Exposição de aeronave An-225 Mriya, com o ônibus espacial Buran (Imagem: Domínio público)
Exposição de aeronave An-225 Mriya, com o ônibus espacial Buran (Imagem: Domínio público)

Pois bem, Musa não pretende simplesmente devolver o último ônibus espacial russo, mas sim trocá-lo: segundo reportagens publicadas na mídia russa, ele teria aceitado devolver o Burya somente se, em troca, recebesse o crânio de Kenesary Kasymov, homem considerado um herói do Cazaquistão moderno por ter liderado uma década de resistência ao Império Russo, que tentava colonizar a região durante a década de 1840. Um rival decapitou Kasymov em 1847 e enviou sua cabeça à Rússia.

Para deixar a situação ainda mais bizarra, Musa usou uma expressão, digamos, inusitada, para demonstrar sua determinação em conseguir o crânio. "Não é água que corre em nossas veias, mas sim sangue, e tem o cheiro de losna" disse ele, em uma entrevista a um jornal russo — a losna é uma planta usada na produção de absinto. A má notícia é que a troca pode não ser tão simples assim, já que o paradeiro do crânio que Musa tanto quer é desconhecido até mesmo para os oficiais russos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos