Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,27
    +0,39 (+0,55%)
     
  • OURO

    1.868,20
    +2,30 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    40.396,55
    +1.295,12 (+3,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.010,81
    +41,97 (+4,33%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.405,87
    +244,07 (+0,84%)
     
  • NASDAQ

    14.152,50
    +27,75 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1447
    +0,0132 (+0,22%)
     

Bitcoins em queda: Elon Musk provoca terremoto no mundo das moedas virtuais

·1 minuto de leitura
Bitcoins em queda: Elon Musk provoca terremoto no mundo das moedas virtuais
Bitcoins em queda: Elon Musk provoca terremoto no mundo das moedas virtuais

A Tesla parou de aceitar Bitcoins como meio de pagamento. A montadora alegou um temor de que o uso dessa criptomoeda possa ser um fator de aumento no consumo de energia e combustíveis fósseis. A decisão foi comunicada pelo CEO da empresa, Elon Musk.

A empresa de carros elétricos vinha aceitando as moedas digitais como meio de pagamento desde o final do mês de março. Além de não aceitar mais os Bitcoins como meio de pagamento, Musk também anunciou que a Tesla não vai negociar o estoque de 1 bilhão e meio da criptomoeda que comprou no início deste ano.

A empresa também informou que está buscando “outras criptomoedas que usem menos de 1% da relação entre energia e transação do Bitcoin. Musk afirmou que a criptomoeda é uma boa ideia em muitos níveis e acredita que ela tem um futuro promissor, mas isso não pode ter um grande custo para o meio ambiente.

A preocupação é válida: Atualmente, a mineração de Bitcoins já consome mais energia que alguns países, como a Argentina e a Holanda. Além disso, toda essa energia tem uma forte pegada de carbono, já que uma boa parte dela é produzida por usinas a carvão e a óleo combustível.

No entanto, a decisão não é permanente, já que a Tesla pretende voltar a aceitar os Bitcoins quando o processo de mineração migrar para uma fonte de energia mais sustentável.

Resta saber se isso vai prejudicar ou valorizar o Dogecoin, a moeda virtual que começou como um meme e tem Musk como grande incentivador.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!