Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.024,36
    -635,80 (-1,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Bitcoin instável e hacks DeFi são destaques da semana

·3 minuto de leitura

Apesar de não sofrer com quedas tão acentuadas como as vistas na semana passada, o Bitcoin (BTC) continua em tendência de baixa. No entanto, diversas projeções e análises indicam que o grande movimento visto na criptomoeda neste ano ainda não acabou.

Outras moedas, como a Cardano (ADA), Binance Coin (BNB) e Dogecoin (DOGE), também já dão indícios de recuperações em seus preços. As três chegaram a trocar posições entre as top 5 maiores criptomoedas em capitalização de mercado.

Além disso, uma petição feita por detentores do token Shiba Inu (SHIB), ataques de hackers em exchanges descentralizadas e 10 projetos de criptomoedas brasileiras estão entre os principais destaques desta semana no mercado cripto.

Apesar de novas quedas, indicadores apontam tendência de alta para o Bitcoin

bitcoin
bitcoin

O Bitcoin voltou a ter mais um fechamento semanal negativo. Segundo dados do Coingecko, a moeda desvalorizou aproximadamente 3% nos últimos sete dias, mesmo com as tentativas de apoio de Elon Musk através de suas redes sociais. Um dos motivos para o mantimento da tendência de baixa foram as preocupações com as medidas tomadas pelo governo chinês.

Nesta sexta-feira (28), rumores de possíveis novas restrições do país ao criptomercado causaram medo nos investidores, fazendo o BTC cair mais de 5% durante o dia.

Entretanto, alguns analistas sugerem que o rali de alta da moeda visto durante boa parte do ano não acabou.

Dados on-chain indicam que o atual ciclo de alta visto no ativo ainda está na metade. Outro fato que corrobora com essas projeções é a adoção institucional do Bitcoin. Diversos gestores de grandes fundos de investimentos acreditam que a criptomoeda ainda pode ter grandes valorizações ainda em 2021.

Dança das cadeiras entre principais criptomoedas

Uma verdadeira alternância de posição entre as maiores criptomoedas em valor de mercado foi vista durante a semana.

Logo no inicio da semana, a Cardano conseguiu superar a Binance Coin e figurar como a quarta maior criptomoeda do mundo em capitalização. No entanto, o posto logo foi tomado pela Dogecoin, devido ao contínuo apoio que a moeda meme tem recebido de grandes nomes do mercado.

Porém, a BNB conseguiu retomar o seu posto no encerramento da semana, enquanto a ADA e a DOGE configuram no quinto e o sétimo lugar do ranking, respectivamente.

Comunidade Shiba Inu faz petições

shiba inu
shiba inu

Outra criptomoeda que teve destaque durante a semana, apesar de não ter conseguido desempenhar grandes ganhos, foi a Shiba Inu.

O gráfico da moeda mostra que o ativo luta para conseguir superar uma importante zona de resistência.

Com isso, entusiastas e detentores do token meme tem criado petições online para que a SHIB passe a ser listada em grandes Exchanges dos Estados Unidos, o que poderia alavancar uma nova alta na moeda.

Protocolos da Binance Smart Chain são alvos de hackers

Diversos usuários de protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) da Binance Smart Chain foram prejudicados nesta semana.

Na segunda-feira (24), um ataque hack de empréstimo foi feito na plataforma Bogged Finance, levando o preço do seu token nativo despencar.

Já na sexta-feira, foi a vez da Burguer Swap sofrer com os cibercriminosos. O ataque deixou milhões de dólares em prejuízo e gerou suspeitas por parte dos usuários da exchange descentralizada.

Criptomoedas brasileiras se destacam

Com a grande adoção que o mercado cripto tem tido no Brasil, diversas criptomoedas brasileiras tem ganhado cada vez mais destaques.

Existem atualmente diversos projetos e ativos disponíveis para a comunidade cripto no país, que vão desde protocolos de finanças descentralizadas, moedas com grande privacidade e baixos custos de transação, a criação de um banco cripto digital e até mesmo um marketplace que incentiva a agricultura familiar.

O artigo Bitcoin instável e hacks DeFi são destaques da semana foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos