Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.797,14
    -814,51 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.646,44
    +180,42 (+0,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,99
    +0,38 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.789,30
    -5,70 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    37.268,35
    +1.218,79 (+3,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    847,51
    +5,06 (+0,60%)
     
  • S&P500

    4.393,40
    +66,89 (+1,55%)
     
  • DOW JONES

    34.488,14
    +327,36 (+0,96%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.261,00
    +274,25 (+1,96%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0036
    -0,0204 (-0,34%)
     

Bitcoin despenca no final de semana e bate cotação mínima de US$ 42 mil

·2 min de leitura

Após dois meses em alta, o Bitcoin (BTC) neste último sábado (04), registrou uma queda de quase 20%, batendo o valor de US$ 42 mil (cerca de R$ 239 mil, na cotação atual). A baixa também foi sentida no mercado de criptomoedas em geral, que amargou uma queda de 26% no seu valor total.

A criptomoeda vem passando por um período turbulento desde o surgimento da variante Ômicron da covid-19, que também impactou o mercado tradicional com especulações sobre possíveis novos lockdowns e restrições de viagens.

Além disso, muitos especialistas enxergam também que a queda pode estar sendo causada pela possível proximidade de um anúncio dos EUA sobre regulamentação das criptomoedas.

Essa crença quanto a novidades de regulamentação se dá pelo fato que no dia 8 de dezembro, representantes de oito grandes exchanges de criptomoedas dos EUA, incluindo Coinbase e Paxos, testemunharão pela primeira vez perante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.

<em>Valores do Bitcoin nos últimos 7 dias. (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)</em>
Valores do Bitcoin nos últimos 7 dias. (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

No fechamento desta matéria, o Bitcoin já havia recuperado parte do valor perdido, com uma unidade valendo US$ 49 mil (R$ 278 mil). A máxima histórica do ativo é de US$ 68,5 mil (R$ 389,9 mil), registrada em 10 de novembro.

Crise também atinge o mercado de criptomoedas

A queda também afetou outras criptomoedas, o que fez com que a capitalização total do mercado de ativos digitais caísse para US$ 2,2 trilhões (R$ 12,2 trilhões), queda de 26% em relação aos US$ 3 trilhões (R$ 17 trilhões) atingidos no começo de novembro.

<em>Valor do Ethereum nos últimos 7 dias. (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)</em>
Valor do Ethereum nos últimos 7 dias. (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

A segunda criptomoeda mais negociada no mundo, o Ethereum (ETH), é um exemplo de outros ativos digitais que sofreram com a queda do mercado. No sábado (04), o ETH chegou a ser negociado por US$ 3,5 mil (R$ 19,9 mil), uma queda de 23% se comparado com o valor máximo registrado na sexta-feira (03), US$ 4,7 mil (R$ 26,7 mil).

No fechamento desta matéria, o ETH também já havia recuperado parte do valor perdido no sábado, com uma unidade valendo cerca de US$ 4,1 mil (R$ 23,3 mil).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos