Mercado abrirá em 1 h 21 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,58
    +0,32 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.812,80
    -9,40 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    38.494,05
    -1.090,63 (-2,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    935,30
    -25,59 (-2,66%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.103,56
    +21,84 (+0,31%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.967,25
    +14,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1521
    +0,0080 (+0,13%)
     

BIS e FMI pedem coordenação global sobre moedas digitais de bancos centrais

·1 minuto de leitura
Sede do BIS na Basiléia, Suíça

Por Marc Jones

LONDRES (Reuters) - O Banco de Compensações Internacionais (BIS), o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial fizeram um pedido conjunto nesta sexta-feira para cooperação global sobre moedas digitais de bancos centrais.

Cerca de 90% dos bancos centrais do mundo estão atualmente procurando criar versões digitais de suas moedas, levantando questões sobre como irão trabalhar e operar entre si.

"As CBDCs (moedas digitais de bancos centrais) oferecem a oportunidade de um novo começo. É extremamente importante que os bancos centrais levem em conta a dimensão internacional", disse Jon Cunliffe, chair do Comitê de Infraestruturas de Pagamentos e Mercado e vice-presidente para a Estabilidade Financeira do Banco da Inglaterra, em relatório preparado para a reunião do G20 na Itália.

"As implicações das CBDCs, mesmo que destinadas apenas para uso doméstico, irão além das fronteiras", acrescentou Tobias Adrian, Conselheiro Financeiro e Diretor do Departamento de Mercado Monetário e de Capitais do FMI.

O relatório disse que a facilitação de pagamentos internacionais com as CBDCs pode ser alcançada por meio de diferentes graus de integração e cooperação, que vão desde a compatibilidade básica com padrões comuns até o estabelecimento de infraestruturas de pagamentos internacionais.

A interoperabilidade será crucial, enquanto a colaboração multilateral também será necessária sobre as potenciais consequências macrofinanceiras que as moedas digitais do banco central podem causar, acrescentou o relatório.

(Por Marc Jones)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos