Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.829,27
    +902,93 (+0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.771,12
    -56,81 (-0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,20
    -0,76 (-1,09%)
     
  • OURO

    1.981,00
    -14,90 (-0,75%)
     
  • Bitcoin USD

    27.605,23
    -679,68 (-2,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    597,33
    -21,06 (-3,41%)
     
  • S&P500

    3.970,99
    +22,27 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    32.237,53
    +132,28 (+0,41%)
     
  • FTSE

    7.405,45
    -94,15 (-1,26%)
     
  • HANG SENG

    19.915,68
    -133,96 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    27.385,25
    -34,36 (-0,13%)
     
  • NASDAQ

    12.922,75
    +68,75 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6520
    -0,0780 (-1,36%)
     

Birô de crédito registra nova alta no varejo mas prevê desafio com inflação e inadimplência

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O birô de crédito Boa Vista registrou novo avanço mensal nas vendas do varejo brasileiro, segundo levantamento que será divulgado nesta semana.

A alta de 1,2% de janeiro na comparação com o mês anterior é a quarta variação positiva seguida, considerando os dados dessazonalizados.

Na comparação com igual período do ano passado, o aumento foi de 1%. Apesar do cenário positivo, fatores como inflação, juros altos, inadimplência e desaceleração do crédito serão os obstáculos para o setor no decorrer do ano, segundo Flávio Calife, economista da Boa Vista.

Somados a um cenário macroeconômico desfavorável, a curva de longo prazo do indicador deve entrar em tendência de desaceleração em breve. Os resultados podem reproduzir o comportamento do ano passado, com oscilação entre números positivos e negativos, segundo a Boa Vista. Para este ano, ainda há expectativa de alta, mas inferior ao registrado em 2022.