Mercado abrirá em 5 h 6 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,41
    +0,15 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.812,70
    -9,50 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    38.538,90
    -1.562,49 (-3,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    936,27
    -24,63 (-2,56%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.108,69
    +26,97 (+0,38%)
     
  • HANG SENG

    26.127,30
    -108,50 (-0,41%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.983,00
    +30,25 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1192
    -0,0249 (-0,41%)
     

Binance responde às restrições impostas pelo Reino Unido

·3 minuto de leitura

A Binance se pronunciou via Twitter em resposta à FCA, agência reguladora do mercado financeiro do Reino Unido, após um alerta afirmando que a exchange não tem permissão para operar de forma regulamentada no país.

Em uma série de tuítes publicados na noite de domingo (27), a Binance respondeu a uma declaração recente da Financial Conduct Authority (FCA) do Reino Unido. O regulador, no fim de semana, afirmou que a empresa Binance Markets Limited não tem permissão para operar de maneira regular no Reino Unido, uma vez que a exchange não possui licença para realizar negócios.

Especificamente, a FCA alertou os consumidores da Binance Markets (BML), em comentários que envolveram também a empresa-mãe Binance Group. O comunicado veio com uma declaração dizendo que a BML não estava autorizada a conduzir atividades de negociação regulamentadas sem o consentimento por escrito da FCA.

A Binance esclareceu que a BML é uma entidade separada da Binance.com e não oferece produtos ou serviços associados. Ela também disse que sequer chegou a começar a operar no Reino Unido ou mesmo usou as permissões regulatórias mencionadas pela FCA.

A corretora também esclarece que o alerta não tem impacto direto sobre os serviços prestados pela Binance.com.

Binance vai reforçar compliance

Em tom conciliatório, a nota da Binance diz que a empresa adota uma “abordagem colaborativa” para trabalhar com os reguladores e que leva a regulamentação a sério. A exchange agora está enfrentando o escrutínio de reguladores em vários países, à medida que as autoridades começam a explorar formas de controlar o mercado de criptomoedas.

Corretoras populares como Binance têm sido as mais visadas porque têm uma grande base de usuários e presença em vários países. A Binance é uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo em volume de trade, e os governos estão cada vez mais preocupados com o impacto que o mercado cripto pode ter sobre os investidores de varejo.

A FCA anunciou, em dezembro de 2020, um regime de registro temporário contra empresas de criptomoedas até julho de 2021. Canadá e Japão, entretanto, também emitiram alertas à Binance.

Movimento global contra exhanges

O Reino Unido é um dos muitos países que estão reprimindo as operações do setor de criptomoedas em meio a preocupações relacionadas principalmente a proteção do investidor, manipulação de mercado e lavagem de dinheiro.

A mudança está em linha com outras organizações globais que também tentam conter o crescimento até então irrestrito do mercado de criptomoedas. A Força-Tarefa de Ação Financeira (FATF), que trabalha na contenção da lavagem de dinheiro e do uso de fundos para atividades ilícitas em nível global, recentemente repreendeu as autoridades de Malta por negligenciarem sua regulamentação de criptomoedas.

A Ontario Securities Commission, do Canadá, que também intensificou ações de regulamentação, acionou as corretoras Poloniex e KuCoin e acusou as empresas de não cumprirem a regulamentação. A Binance deixou a província de Ontário como resultado dessa repressão.

Essas iniciativas ocorrem em nível global e surgem como sinal de que os governos acreditam que é hora de toar alguma atitude com relação ao mercado de criptomoedas – o que pode não acabar com o setor, mas certamente irá restringi-lo.

Os EUA, por sua vez, também estão se concentrando na regulação do mercado, mas nenhuma ação em grande escala ocorreu ainda. A administração Biden está supostamente trabalhando em uma ampla estrutura de regulamentação de criptomoedas, e comentários e ações tomadas por indivíduos e organizações sugerem que isso pode acontecer em breve.

O artigo Binance responde às restrições impostas pelo Reino Unido foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos