Mercado abrirá em 18 mins
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,09
    -0,86 (-1,16%)
     
  • OURO

    1.810,50
    -6,70 (-0,37%)
     
  • BTC-USD

    39.303,82
    -2.463,07 (-5,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    958,70
    +8,80 (+0,93%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.076,96
    +44,66 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    15.018,50
    +62,75 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1104
    -0,0776 (-1,25%)
     

Binance ajudou em investigação de hackers que roubaram US$ 500 milhões

·3 minuto de leitura
Binance ajudou em investigação de hackers que roubaram US$ 500 milhões

A Binance revelou que fez parte de uma investigação bem sucedida sobre lavagem de dinheiro de valores adquiridos através de ransomware.

Autoridades na Ucrânia anunciaram a prisão de um grupo de pessoas que atuavam como parte de uma quadrilha de ransomware apelidada de FANCYCAT. A gangue foi responsável por diversos casos ao redor do mundo de harckeamento e extorsão de dinheiro de várias vítimas apenas em 2021. Os suspeitos presos eram responsáveis por sacar os fundos das carteiras e lavar o dinheiro para os criminosos.

Operação Fancycat

Após o anúncio oficial da polícia, a Binance revelou em seu blog uma série de detalhes acerca de seu papel na ação policial. O blog da exchange chinesa se refere ao ocorrido como “Operação FANCYCAT” e explica que ela foi um esforço conjunto entre eles e as Agências de Crimes Cibernéticos da Coréia do Sul e da Ucrânia, a Polícia Federal da Suíça, a Guarda Civil da Espanha e forças policiais dos Estados Unidos.

Os oficiais alegam que os suspeitos presos fazem parte de uma quadrilha responsável por ciberataques, operavam um exchanger de alto risco e lavavam dinheiro. Muitas destas atividades criminosas eram feitas através da dark web. A investigação revelou que o grupo foi responsável por roubos e danos da ordem de US$ 500 milhões (cerca de R$ 2,57 bilhões).

A Binance afirmou que expandiu sua detecção interna e capacidades de análise anti-lavagem de dinheiro para combater melhor os crimes cibernéticos. A exchange afirmou que:

“Baseado em nossas pesquisas e análises, assim como em nosso entendimento do histórico dos criminosos e táticas de saque, nós concluímos que a maior falha de segurança na indústria hoje é o dinheiro conectado a ciberataques sendo lavado através de nested services e contas de exchangers parasitas que vivem dentro de micro provedores de serviços de ativos virtuais, o que inclui exchanges como a Binance.com.”

O objetivo da Binance é impedir os criminosos de se aproveitarem da liquidez, ativos digitais e APIs legítimos das exchanges. A corretora afirma que operações com reputação com as desempenhadas por ela estão sendo usadas como intermediários para lavar ativos roubados, e que a empesa não está abrigando estas quadrilhas – uma distinção pequena, mas importante.

Lavagem de dinheiro

O relatório aponta que as investigações da FANCYCAT usaram detecção e análise anti-lavagem de dinheiro para detectar atividades suspeitas na plataforma. Depois, os suspeitos foram identificados.

As empresas privadas TRM Labs e Crystal foram chamadas para analisar atividades on-chain para investigar o grupo mais a fundo. Os resultados demonstraram que eles estavam lavando fundos obtidos em ataques do grupo hacker CI0p, além do Petya e outras operações ilegais.

O grupo de investigadores vai continuar as tentativas de desmantelamento do FANCYCAT. Está claro para eles que o trabalho está longe de terminar após um novo ataque ter ocorrido dias depois de as prisões serem efetuadas. Hackers da gangue anunciaram o roubo de uma nova vítima e estão exigindo pagamento para devolver os fundos para a empresa afetada.

O artigo Binance ajudou em investigação de hackers que roubaram US$ 500 milhões foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos