Mercado abrirá em 2 h 14 min
  • BOVESPA

    108.651,05
    +248,77 (+0,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.241,81
    -113,05 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,36
    -1,14 (-1,26%)
     
  • OURO

    1.809,50
    -2,80 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    23.065,10
    -319,90 (-1,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    536,07
    -21,28 (-3,82%)
     
  • S&P500

    4.122,47
    -17,59 (-0,42%)
     
  • DOW JONES

    32.774,41
    -58,13 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.496,56
    +8,41 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.610,84
    -392,60 (-1,96%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.063,00
    +31,50 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2626
    +0,0299 (+0,57%)
     

Bill Gates: a promessa do bilionário de deixar lista de mais ricos do mundo após doações

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Bill Gates
Bill Gates anunciou que fará uma doação de cerca de R$ 110 bilhões

O bilionário Bill Gates se comprometeu novamente a doar sua riqueza, dizendo que deixará a lista dos mais ricos do mundo.

Isso aconteceu quando o cofundador da Microsoft anunciou que faria uma doação de US$ 20 bilhões (cerca de R$ 110 bilhões) para o fundo filantrópico dele.

O quarto homem mais rico do mundo disse que tem uma "obrigação" de devolver seus recursos à sociedade.

Gates se comprometeu a doar a riqueza dele em 2010, mas seu patrimônio líquido mais que dobrou desde então.

Atualmente, ele tem US$ 118 bilhões (R$ 641 bilhões), segundo a revista Forbes. Mas isso cairá significativamente após a doação que promete fazer neste mês para a Fundação Bill & Melinda Gates, o fundo de caridade que ele criou com a ex-mulher em 2000.

No Twitter, Gates disse que a fundação aumentaria os gastos de US$ 6 bilhões (R$32 bilhões) por ano para US$ 9 bilhões (R$49 bilhões) até 2026 devido a recentes "contratempos globais", incluindo a pandemia, a guerra na Ucrânia e a crise climática.

"À medida que olho para o futuro, pretendo dar praticamente toda a minha riqueza à fundação", disse ele. "Vou sair em algum momento da lista das pessoas mais ricas do mundo.

"Tenho a obrigação de devolver meus recursos à sociedade de uma maneira que eles causem o maior impacto para reduzir o sofrimento e melhorar vidas. E espero que outros em posições de grande riqueza e privilégio também se manifestem neste momento."

A fundação de Gates trabalha em países para erradicar doenças como a malária, melhorar a educação e combater a falta de saneamento. Era tida como a segunda maior fundação de caridade do mundo em 2020, com US$ 49,8 bilhões (R$ 270 bilhões) em ativos e apoiada por outros benfeitores ricos, como o investidor bilionário Warren Buffett.

Embora a fundação tenha feito um bom trabalho, alguns levantaram preocupações sobre a ética de um empreendedor privado que exerce uma influência tão grande.

A fundação é o maior doador privado da Organização Mundial da Saúde, perdendo apenas para os Estados Unidos com sua doação anual em 2018. As preocupações com isso se tornaram mais evidentes depois que o ex-presidente Donald Trump ameaçou retirar o financiamento dos Estados Unidos.

Gates deteve o título da Forbes de pessoa mais rica do mundo entre 1995 e 2010 e novamente de 2013 a 2017.

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, o derrubou do primeiro lugar em 2017, antes de o presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, chegar ao topo em 2022.

- Texto originalmente publicado em http://bbc.co.uk/portuguese/geral-62068451

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos