Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.141,76
    -53,67 (-0,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,19
    +1,04 (+1,53%)
     
  • OURO

    1.802,70
    -7,80 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    41.013,97
    +1.220,75 (+3,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.008,51
    +32,62 (+3,34%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.159,00
    +85,50 (+0,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1824
    +0,0641 (+1,05%)
     

Bilionários da COVID: vacinas levam patrimônio de CEOs à casa dos bilhões

·1 minuto de leitura

As vacinas contra COVID-19 foram responsáveis por produzir nove bilionários após as ações de farmacêuticas dispararem. No topo da lista de novos bilionários estão Stéphane Bancel, CEO da Moderna, e Ugur Sahin, CEO da BioNTech.

Ambos os CEOs ostentam agora patrimônio estimado em cerca de US$ 4 bilhões (o equivalente a R$ 20 bilhões). Os executivos da CanSino Biologics, da China, e os primeiros investidores na Moderna também se tornaram bilionários à medida que as ações dispararam.

O preço das ações da Moderna subiu mais de 700% desde fevereiro de 2020, enquanto o da BioNTech subiu 600%. As ações da CanSino Biologics subiram cerca de 440% no mesmo período. Os nove novos bilionários acumulam, juntos, US$ 19,3 bilhões (R$ 96,8 bilhões).

Vacinas contra COVID-19 levam CEOs à casa dos bilhões (Imagem: rawf8/envato)
Vacinas contra COVID-19 levam CEOs à casa dos bilhões (Imagem: rawf8/envato)

A Pfizer, parceira da BioNTech, espera que as vendas do imunizante totalizem cerca de US$ 26 bilhões (R$ 130 bilhões) até o fim deste ano, com uma margem de lucro próxima a 30%. Já as vendas da vacina da Moderna geraram US$ 1,7 bilhão (R$ 8,5 bilhões) nos primeiros três meses de 2021. A estimativa é que a Moderna gere US$ 13,2 bilhões (R$ 66,2 bilhões) em receitas com a vacina. A empresa recebeu bilhões de dólares em financiamento do governo dos EUA para o desenvolvimento do fármaco.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos