Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.978,09
    -1.597,38 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.770,56
    +96,26 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,30
    -0,23 (-0,51%)
     
  • OURO

    1.780,30
    -7,80 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    19.375,16
    -33,86 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,48
    +15,88 (+4,35%)
     
  • S&P500

    3.618,74
    -19,61 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    29.605,25
    -305,12 (-1,02%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    -211,09 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    12.261,50
    +4,00 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3913
    +0,0167 (+0,26%)
     

Bilionários arrecadaram mais para campanha eleitoral de Biden

Bill Allison
·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Investidores bilionários e magnatas do ramo de entretenimento estão entre os grandes nomes de Wall Street, Hollywood e Vale do Silício que deram gás à arrecadação recorde de doações políticas para Joe Biden.

Tony James, vice-presidente do Blackstone Group; Reid Hoffman, cofundador do LinkedIn; e o produtor de cinema Haim Saban, que também tem cidadania israelense, são alguns dos principais doadores da lista divulgada pela campanha de Biden na noite de sábado.

Foram listados 724 indivíduos e 93 casais que trouxeram pelo menos US$ 100.000 para a campanha e seus comitês conjuntos de arrecadação de fundos. Um deles, o Biden Victory Fund, pode aceitar doações de até US$ 827.800.

Os voluntários levantaram pelo menos US$ 81,7 milhões, embora a quantia real provavelmente seja muito maior.

Outras figuras carimbadas de Wall Street também arrecadaram dinheiro para Biden: Blair Effron, cofundador da Centerview Partners; Deven Parekh, diretor-gerente da Insight Partners; e Roger Altman, fundador da Evercore, que organizou um evento virtual de arrecadação de fundos para o candidato democrata à Casa Branca em 14 de outubro.

O vice-presidente do conselho do Morgan Stanley, Tom Nides; Eric Mindich, fundador da Eton Park Capital Management; Alan Patricof, investidor da Greycroft Partners; e o gestor de fundos de hedge Orin Kramer também passaram o chapéu para Biden.

Quantia recorde

Os investidores de venture capital Ron Conway, fundador da SV Angel, e Brook Byers, cofundador da Kleiner Perkins Caufield & Byers, estão entre os personagens do Vale do Silício que levantaram dinheiro para o ex-vice-presidente.

No setor de entretenimento, Biden contou com voluntários como Donna Langley, presidente da Universal Filmed Entertainment Group; Bela Bajaria, chefe global de televisão da Netflix; e o fundador da Quibi, Jeffrey Katzenberg.

Biden bateu recordes mensais consecutivos de arrecadação em agosto e setembro. O Comitê Nacional Democrata levantou US$ 1,3 bilhão desde que ele foi escolhido como candidato do partido. Trump prefere não divulgar os nomes de seus principais voluntários, que levantaram US$ 984 milhões no mesmo período para a reeleição do presidente.

Alguns dos principais voluntários apoiaram a candidata a vice de Biden, a senadora Kamala Harris, quando ela tentava disputar como cabeça de chapa em 2019. O cofundador da Siris Capital Group, Frank Baker, e sua esposa Laura Day; a produtora de televisão Dayna Bochco e a vice-governadora da Califórnia, Eleni Kounalakis, arrecadaram dinheiro para a campanha de Harris nas eleições primárias do partido.

Entre os que disputaram com Biden a nomeação, os senadores Cory Booker, de New Jersey, e Amy Klobuchar, de Minnesota, além do ex-prefeito de South Bend Pete Buttigieg, entraram na lista de grandes arrecadadores de Biden. A senadora Elizabeth Warren foi coanfitriã de um evento de arrecadação de fundos juntamente com Biden que captou US$ 6 milhões em junho, mas não entrou na lista.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.