Mercado fechará em 2 h 57 min
  • BOVESPA

    108.150,25
    +1.482,59 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.848,54
    -383,66 (-0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,10
    +1,67 (+1,95%)
     
  • OURO

    1.838,30
    +25,90 (+1,43%)
     
  • BTC-USD

    42.009,80
    +388,39 (+0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    997,79
    +3,04 (+0,31%)
     
  • S&P500

    4.579,51
    +2,40 (+0,05%)
     
  • DOW JONES

    35.341,76
    -26,71 (-0,08%)
     
  • FTSE

    7.580,88
    +17,33 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.195,25
    -10,75 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2163
    -0,0908 (-1,44%)
     

Bilionário recomenda no máximo 2% de portfólio em Bitcoin

·2 min de leitura
Investidor de Bitcoin Ray Dalio
Investidor de Bitcoin Ray Dalio

O lendário trader Ray Dalio recomenda que investidores invistam no máximo 2% de seu portfólio em Bitcoin. Com os rendimentos do Bitcoin, principalmente nos últimos três anos, a moeda digital ganhou um importante destaque como ativo financeiro.

Dessa forma, um estrategista da Bloomberg assinalou que a moeda já é um ativo financeiro que não pode ser ignorado.

Com destaque crescendo em 2021, o Bitcoin viu uma grande adoção por empresas, bilionários, entre investidores não profissionais, que também chegaram no espaço. Mas um assunto polêmico é sobre quanto se expor ao Bitcoin em um portfólio de investimentos diversificado.

Comprar criptomoedas alternativas começam a ser consideradas em um pensamento assim, e é claro que isso confunde quem deseja ingressar no Bitcoin.

Megainvestidor Ray Dalio acredita que 2% do portfólio em Bitcoin é razoável

Em participação recente no “The Investor’s Podcast Network”, Ray Dalio falou sobre vários assuntos de investimentos em sua visão. Fundador da Bridgewater Associates, ele é o um dos chefes de investimento desse fundo de hedge, que busca maximizar os lucros dos acionistas com o menor risco.

Crítico feroz das políticas monetárias do banco central dos Estados Unidos, o FED, Ray Dalio defende o ouro como investimento, e já realizou aportes também em Bitcoin. Questionado sobre qual porcentagem ele acredita ser legal para um investidor de Bitcoin ter em seu portfólio, ele disse que 2% é razoável.

“Então, eu sou o senhor da diversificação. […] empresas morrem, mas o mercado de ações não morre, porque se reequilibra com o novo para substituir o antigo, e eu respeito esse processo. Então, quando penso nisso, penso: ‘Não sou uma pessoa que gosta de todos os ovos na mesma cesta’. Eu tenho um elemento de diversificação que representa uma pequena porcentagem do meu total, então acho que 2% em Bitcoin é certo”.

Na opinião de Dalio, ter ouro e Bitcoin será importante nos próximos anos visto esses serão ativos de proteção contra inflação.

Dalio apenas lembrou que os governos são ameaças ao Bitcoin, visto que como já baniram o ouro e prata no passado, poderia banir a moeda digital também, principalmente por essa tecnologia ser rastreável.

Bitcoin já se provou

Uma das declarações mais recentes de Dalio também é que o Bitcoin já se provou com o tempo, ao atravessar 13 anos sem ser alvo de um ataque hacker, mesmo sendo uma moeda digital.

Dessa forma, fica claro que o bilionário acredita na tecnologia, ainda que com pouco de seu dinheiro investido no setor, e segue observando as perspectivas desse mercado. Recentemente, Dalio disse que tem Ethereum em seu portfólio, mas não declarou quanto.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos