Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.436,85
    +8,90 (+0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Bilionária Sheryl Sandberg amplia fundação antes de sair da Meta

(Bloomberg) -- Sheryl Sandberg, que liderou a dominância do Facebook na publicidade digital antes de renunciar após anos de crises e ataques regulatórios por desinformação, expande sua fundação para começar um novo capítulo como filantropa bilionária.

A Sheryl Sandberg & Dave Goldberg Family Foundation procurou recentemente preencher pelo menos 13 cargos, de acordo com anúncios de empregos online , incluindo um cargo de chefe de gabinete que gerenciaria as prioridades de doações pessoais de Sandberg, que tem um patrimônio líquido de US$ 2,2 bilhões. A fundação já contratou mais de uma dúzia de funcionários desde o início de 2021, depois que seus ativos mais que dobraram no ano anterior, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Quando Sandberg anunciou seus planos de deixar o cargo de chefe operacional da Meta no final deste ano, após mais de uma década na empresa, ela disse à Bloomberg que planejava passar mais tempo em sua fundação, que se concentra principalmente em causas das mulheres, embora nos últimos anos tenha gasto mais em despesas operacionais do que em doações. Um representante da fundação de Sandberg disse que nenhuma de suas recentes contratações ou novas vagas se deveu à sua saída da Meta.

Ao aumentar sua filantropia, Sandberg se junta a uma lista de mulheres bilionárias famosas por suas doações nos últimos anos, como MacKenzie Scott e Melinda French Gates.

Scott, 52, doou bilhões de dólares em um ritmo sem precedentes para uma ampla gama de causas desde seu divórcio do fundador da Amazon, Jeff Bezos, em 2019. French Gates, que se divorciou de Bill Gates em 2021, tem desempenhado um papel importante na Bill and Melinda Gates Foundation do ex-casal, embora seu papel agora esteja incerto por causa da separação. Sua atenção pode se voltar para seu outro empreendimento filantrópico, a Pivotal Ventures, que se concentra na igualdade de gênero e questões familiares.

Sandberg, que ingressou no Facebook em 2008 e era o rosto de maior destaque da empresa ao lado do CEO Mark Zuckerberg, tem uma fortuna pessoal de mais de US$ 2 bilhões, segundo o Bloomberg Billionaires Index. Scott e French Gates têm fortunas de US$ 25,5 bilhões e US$ 10,4 bilhões, respectivamente.

Sandberg criou a fundação com o nome dela e de seu falecido marido dois anos antes de sua morte súbita em 2015 e ela contribuiu com mais de US$ 50 milhões desde então, de acordo com registros públicos.

Presidida por Sandberg, a fundação, que tem pelo menos 30 funcionários, realiza iniciativas para promover a inclusão de mulheres no local de trabalho e para aqueles que enfrentam adversidades, como a LeanIn.Org e OptionB.Org. Também possui um programa de bolsas educacionais com o nome de Goldberg.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos