Mercado abrirá em 1 h 3 min
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,36
    -1,61 (-2,24%)
     
  • OURO

    1.756,70
    +5,30 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    43.634,61
    -3.733,55 (-7,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.082,81
    -142,72 (-11,65%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.842,57
    -121,07 (-1,74%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.111,00
    -215,00 (-1,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1847
    -0,0147 (-0,24%)
     

Bilionária do minério recompensa sócios com altos dividendos

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Roy Hill Holdings, controlada por Gina Rinehart, a pessoa mais rica da Austrália, elevou os dividendos aos acionistas em 22% no quarto trimestre fiscal com a ajuda dos preços do minério de ferro, que atingiram recorde.

A gigante operação de minério de ferro na Austrália Ocidental, parte do império Hancock Prospecting de Rinehart, pagou 1,65 bilhão de dólares australianos (US$ 1,2 bilhão) em dividendos nos três meses encerrados em 30 de junho, segundo comunicado enviado por e-mail. O valor supera os 1,35 bilhão de dólares australianos no trimestre anterior. Na semana passada, a Rio Tinto, maior exportadora de minério do mundo, anunciou seu maior dividendo semestral de todos os tempos.

Mineradoras de minério de ferro engordaram o caixa depois do rali que elevou os futuros em Singapura para máximas históricas, acima de US$ 230 a tonelada em maio. Desde então, os preços recuaram devido às expectativas de que a China intensificará a campanha para limitar a produção de aço no segundo semestre.

A Hancock Prospecting tem 70% de participação na Roy Hill, com os 30% restantes detidos por um consórcio formado pela japonesa Marubeni, com 15%, pela sul-coreana Posco, com 12,5%, e pela China Steel Corp., de Taiwan, com 2,5%, segundo o site da empresa. Sob um acordo, os sócios minoritários compram quase metade da produção de 60 milhões de toneladas por ano da Roy Hill. O primeiro embarque de minério da mina foi em 2015, mas a empresa só começou a pagar dividendos depois de liquidar dívidas de 10 bilhões dólares australianos em agosto do ano passado.

A Roy Hill também está recompensando a força de trabalho para reter funcionários em meio à falta de mão de obra na Austrália Ocidental. A empresa planeja pagar bônus no valor de 50% do salário anual este ano, disse Gerhard Veldsman, CEO de Roy Hill, durante conferência de mineração no início da semana.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos