Mercado fechará em 3 h 49 min
  • BOVESPA

    115.224,57
    -443,21 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.365,56
    +214,18 (+0,47%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,11
    -0,11 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.773,60
    -24,30 (-1,35%)
     
  • BTC-USD

    50.789,44
    +1.380,54 (+2,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.016,08
    +21,42 (+2,15%)
     
  • S&P500

    3.898,55
    -26,88 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    31.863,47
    -98,39 (-0,31%)
     
  • FTSE

    6.663,36
    +4,39 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    13.112,25
    -189,75 (-1,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7314
    +0,1609 (+2,45%)
     

Biden vai requerer que passageiros internacionais façam quarentena ao chegarem aos EUA

·1 minuto de leitura
Presidente dos EUA, Joe Biden

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Joe Biden, emitiu decreto nesta quinta-feira que promete requerer que passageiros internacionais de viagens aéreas façam quarentena ao chegarem aos Estados Unidos e orientou as agências do país a implementarem rapidamente uma obrigação federal de uso de máscaras em transportes entre os Estados.

O decreto de Biden diz que, “na medida do possível”, viajantes aéreos precisam cumprir as orientações do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) em relação a viagens internacionais, “incluindo períodos recomendados de auto-quarentena”, mas não explica como isso seria aplicado.

O decreto também orienta as agências dos EUA a manterem conversas com Canadá e México em relação a “protocolos de saúde pública para postos de entrada por terra”, incluindo a implementação de diretrizes do CDC. Quase todas as viagens não essenciais nas fronteiras terrestres dos EUA com Canadá e México foram suspensas até 21 de fevereiro.

(Reportagem de David Shepardson)