Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.307,92
    +279,75 (+1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Biden sancionará PL de transporte marítimo para tentar reduzir atrasos nas exportações

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Joe Biden, planeja sancionar nesta quinta-feira uma legislação que melhora a supervisão do transporte marítimo, medida que, segundo parlamentares, ajudará a conter a inflação e aliviar os atrasos nas exportações.

O projeto de lei bipartidário passou pela Câmara dos Deputados dos Estados Unidos nesta semana, por 369 a 42.

A legislação ampliará a autoridade investigativa da Comissão Marítima Federal (FMC, na sigla em inglês) dos EUA, agência que supervisiona o transporte marítimo, e aumentará a transparência das práticas da indústria.

O projeto de lei permitirá que a FMC inicie investigações com relação às práticas empresariais de companhias comuns marítimas, um termo que se refere de forma ampla a navios de carga que operam em alto mar.

Sob as novas regras, que ainda serão determinadas pela FMC, a agência também poderá aplicar medidas de fiscalização, exigir que as transportadoras informem à agência a "tonelagem total de importação/exportação" a cada trimestre e impedir que as companhias marítimas declinem sem razão oportunidades para exportações dos EUA.

O World Shipping Council disse que trabalhará com a FMC para implementar o projeto de lei "de uma maneira que minimize a interrupção em nossa cadeia de suprimentos".

(Reportagem de David Shepardson)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos