Mercado fechará em 4 h 4 min

Bianca Andrade é processada em R$ 500 mil por enganar a Globo

Bianca Andrade entrou no 'Big Brother Brasil 20' (Reprodução / Instagram @bianca)

Bianca Andrade está envolvida em um novo escândalo. A empresária e blogueira está sendo processada pela TV Globo por ter enganado a vênus prateada do Jardim Botânico antes de entrar no ‘Big Brother Brasil 20’.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Segundo informações do ‘Notícias da TV’ a big sister teria omitido da emissora que tinha gravado uma importante participação em outro reality show, o ‘Soltos em Floripa’, do serviço de streaming AmazonPrime. Bianca é apresentadora e comentarista do que os participantes fazem.

Leia também

“Alguns dias após a eliminação, quando a ré [Bianca] ainda se encontrava obrigada a cumprir obrigações contratuais com a Globo, como a participação em programas, entrevistas, ensaios fotográficos, entre outras, a autora [Globo] teve ciência acerca de grave violação pela influencer das cláusulas contratuais de exclusividade pactuadas pelas partes”, diz a petição inicial que foi apresentada na 7º Vara Cível do Rio de Janeiro.

Boca Rosa, como ficou conhecida na internet, tinha contrato de exclusividade com a emissora até 30 de abril e o reality da concorrente entrou no ar em meados de março. “Com a participação da ré e durante a vigência da cláusula de exclusividade, configura grave violação à obrigação contratual assumida, especialmente porque não foi dado prévio conhecimento à autora”, dizem os advogados.

A emissora usa falas da empresária nas redes sociais para refirmar que a entrada dela no ‘BBB’, omitindo sua participação no ‘Soltos,’ foi um ato de má fé. “Após sua eliminação, a ré fez declarações em vídeo (...) onde afirma ter conseguido atingir integralmente sua meta ao decidir participar do programa BBB20, ou seja, triplicar a venda dos seus produtos. Tal estratégia, segundo a ré, teria sido inclusive informada às empresas responsáveis pelos produtos que utilizam sua marca Boca Rosa”, aponta.

“A omissão, no caso, foi obviamente dolosa, caso contrário sua participação no BBB não seria autorizada pela emissora autora, visto que contrária as regras aplicáveis a todos os participantes, o que resultaria na perda da exposição comercial destacada pela própria ré”, revela o ‘Notícias da TV’.

A Globo pede então R$ 500 mil, um terço do prêmio que ela poderia ter ganho caso vencesse o programa. O valor é referente à uma das três principais clausulas no contrato do reality que são: a participação, a cessão de imagem e voz e a exclusividade.

Bianca se defendeu através de nota. “A assessoria de imprensa da apresentadora e empresária Bianca Andrade informa que todas as questões jurídicas e legais envolvendo a Rede Globo estão sendo resolvidas e que a artista está comprometida em fornecer as informações necessárias para deixar claro qualquer mal-entendido com a emissora”, informaram.