Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.767,12
    +3.160,50 (+8,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

BHP avalia deixar setor de petróleo e gás: Fontes

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A BHP estuda deixar o setor de petróleo e gás em uma iniciativa multibilionária que aceleraria sua retirada dos combustíveis fósseis, segundo pessoas a par do assunto.

A maior mineradora do mundo reavalia o negócio de petróleo e considera opções, como a venda dos ativos, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. A divisão, que deve gerar mais de US$ 2 bilhões este ano, pode valer cerca de US$ 15 bilhões ou mais, disse uma das fontes.

Os ativos de petróleo e gás da BHP a destacam entre as maiores mineradoras do mundo. A empresa há muito tempo diz que a divisão é um de seus pilares estratégicos, mas está sob pressão de investidores como a Elliott Investment Management para sair do setor. E, ao contrário das grandes rivais de petróleo, a BHP não depende dos lucros da unidade de energia, que são ofuscados pelas gigantescas unidades de minério de ferro e cobre da empresa.

As deliberações ainda estão em estágio inicial e nenhuma decisão final foi tomada, disseram as pessoas. A empresa quer deixar o setor enquanto ainda consegue um bom preço pelos ativos, visando repetir uma venda em 2018 de seu negócio de gás de xisto para a BP por US$ 10,4 bilhões, segundo as fontes. Os futuros do petróleo Brent subiram cerca de 60% no último ano impulsionados pela reabertura das economias.

Um porta-voz da BHP não quis comentar.

A BHP também busca vender suas últimas minas de carvão térmico, mas as primeira ofertas por minas na Austrália vieram abaixo das próprias avaliações da empresa no ano passado. O grupo de possíveis compradores encolheu, pois outras mineradoras também tentam sair do negócio sob pressão dos investidores.

Sair do carvão térmico e do petróleo ajudaria a BHP a defender sua posição perante investidores como uma empresa voltada para as commodities do futuro. A mineradora também deve dar sinal verde a uma gigante mina de potássio no Canadá no mês que vem, o que pode torná-la uma fornecedora-chave do insumo agrícola assim que a produção começar. O balanço anual da BHP está programado para 17 de agosto.

A BHP atua no setor de petróleo e gás desde 1960 e possui ativos no Golfo do México e na costa da Austrália. Produziu 102,8 milhões de barris de óleo equivalente no ano encerrado em 30 de junho.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos