Mercado fechado

Bezos é criticado por publicar foto feliz após morte de funcionários

Depósito da Amazon destruído
Na última sexta-feira (10), um tornado atingiu um depósito da Amazon em Edwardsville, Illinois (EUA)

(REUTERS/Drone Base)

  • Jeff Bezos foi criticado por publicar foto feliz nas redes sociais

  • Post aconteceu horas depois do acidente que matou seis funcionários em Illinois

  • Empresário divulgou comunicado sobre a tragédia cerca de 24h depois de acontecer

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, foi criticado nas redes sociais após postar uma foto em que aparece feliz horas depois da tragédia que vitimou seis funcionários no depósito de Edwardsville, Illinois (EUA).

Leia também:

Realizada no sábado de manhã (11), a publicação mostra o empresário no centro de treinamento da empresa de turismo espacial Blue Origin. Na legenda, estava escrito: “Equipe feliz esta manhã no centro de treinamento...”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na noite da última sexta-feira (10), os trabalhadores que faziam os turnos de fim de ano em Edwardsville foram atingidos por um tornado, que derrubou o prédio em cima deles. No momento da publicação de Bezos, os bombeiros ainda realizavam buscas pelo local.

O empresário, que atua não mais como CEO e sim como presidente-executivo da Amazon, divulgou um comunicado sobre o acidente cerca de 24 horas após ter acontecido.

Tragédia poderia ter sido evitada

Em nota, o presidente do Sindicato do Varejo, Atacado e Loja de Departamento, Stuart Appelbaum, apontou que a empresa não deveria ter trabalhadores no depósito de Illinois no momento em que o tornado os atingiu.

"Repetidamente, a Amazon coloca seus resultados financeiros acima da vida de seus funcionários. Exigir que os funcionários trabalhem durante um evento de alerta de tornado tão grande como este era indesculpável", disse.

Appelbaum ainda acrescentou que o sindicato não recuará até que a Amazon “seja responsabilizada por essas e muitas outras práticas de trabalho perigosas.

Nesta segunda-feira (13), o trabalho de recuperação no depósito continuou. Imagens de drones mostraram como ficou o armazém após a tragédia.