Mercado fechará em 2 h 48 min

Berkshire, de Warren Buffett, tem prejuízo no 3º tri

Por Jonathan Stempel

(Reuters) - A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, divulgou neste sábado perdas de 2,69 bilhões de dólares no terceiro trimestre, com a inflação disparando, queda em investimentos em ações e grandes prejuízos do Furacão Ian anulando melhoras em muitos dos negócios do conglomerado.

O lucro operacional, por outro lado, aumentou 20%. A Berkshire se beneficiou de demanda e preços maiores para vendas de novas moradias, produtos industriais e energia, e o aumento da taxa de juros ajudou a gerar mais receitas de investimentos em seguros.

A Berkshire aproveitou o declínio em mercados de ações para acrescentar mais papeis ao seu portfólio de 306 bilhões de dólares, comprando 3,7 bilhões de dólares líquidos no trimestre e construindo uma participação que agora está em 20,9% na empresa de petróleo Occidental Petroleum Corp.

Também comprou de volta mais das suas próprias ações, mas foi cautelosa, readquirindo 1,05 bilhões de dólares, similar ao segundo trimestre.

A reserva em caixa do conglomerado sediado em Omaha, Nebraska, encerrou setembro em 109 bilhões de dólares, subindo de 105,4 bilhões de dólares em junho. Gastou 11,6 bilhões de dólares mês passado para comprar a empresa de seguros Alleghany Corp.

O conservadorismo da Berkshire pode refletir as “significativas perturbações” que diz que ainda vê em cadeias de fornecimento e de ventos que não pode controlar, como a pandemia de Covid-19 e o conflito Rússia-Ucrânia.

(Por Jonathan Stempel em Nova York)