Berkshire Hathaway e brasileira 3G Capital compram Heinz por US$ 28 bilhões

(Atualiza com detalhes sobre a 3G Capital)

Nova York, 14 fev (EFE).- O grupo de investimento Berkshire Hathaway, do multimilionário Warren Buffett, e a brasileira 3G Capital anunciaram nesta quinta-feira que comprarão a empresa de produtos alimentícios H.J. Heinz por US$ 28 bilhões, incluindo as dívidas.

Os compradores pagarão US$ 72,50 por ação da H.J. Heinz, acima da cotação de US$ 60,48 no fechamento de ontem na bolsa de Nova York. A operação poderá ser a maior realizada até agora no setor da alimentação.

A transação será financiada com dinheiro procedente da Berkshire e das filiais da 3G, além da continuação da dívida existente (US$ 5 bilhões), a qual eleva a US$ 28 bilhões o montante total do negócio. Os bancos JP Morgan e Wells Fargo contribuíram também para a operação através do financiamento da dívida.

A 3G Capital, que comprou o Burger King em 2010 e controla também empresas de bebidas como a belgo-brasileira AB InBev (maior cervejaria do mundo, com marcas como Budweiser, Stella Artois e Brahma), é dirigida pelos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles.

"A Heinz tem um potencial forte de crescimento sustentável sobre a base de altos padrões de qualidade, inovação contínua, excelente gestão e produtos de grande sabor", afirmou Buffett em comunicado.

Buffett estava buscando aquisições desde que o capital disponível da Berkshire Hathaway superou os US$ 45 bilhões, e já havia investido em produtos de consumo por meio de aquisições de títulos da Coca-Cola.

O presidente e executivo-chefe da Heinz, William Johnson, afirmou que a operação abre "um novo capítulo na história da companhia", e que a empresa foi adquirida "em uma posição forte" após mais de sete anos de crescimento e com suas ações a níveis historicamente altos.

Após o fechamento da operação, a Heinz continuará baseada em Pittsburgh, no estado da Pensilvânia, e deixará de ser cotada na bolsa.

Fundada em 1869, a Heinz, famosa por seus molhos ketchup e mostarda, emprega atualmente cerca de 32 mil pessoas em todo o mundo e tem centros de produção em mais de 50 países. Em 2012, a empresa registrou um lucro líquido de US$ 923 milhões e vendas de US$ 11,65 bilhões. EFE

Carregando...