Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.541,95
    -1.079,62 (-1,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.524,45
    -537,16 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    106,01
    +0,25 (+0,24%)
     
  • OURO

    1.808,00
    -9,50 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    18.882,72
    -1.429,42 (-7,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,82
    -26,65 (-6,18%)
     
  • S&P500

    3.785,38
    -33,45 (-0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.775,43
    -253,88 (-0,82%)
     
  • FTSE

    7.169,28
    -143,04 (-1,96%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    26.393,04
    -411,56 (-1,54%)
     
  • NASDAQ

    11.511,25
    -179,75 (-1,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5056
    +0,0950 (+1,76%)
     

Berberina: composto derivado de planta pode ajudar na cura do câncer de pulmão

Uma pesquisa recente mostrou que a berberina pode ajudar no tratamento contra o câncer de pulmão, na redução da inflamação das vias aéreas e dos danos das células pulmonares causados por produtos químicos na fumaça de cigarros. Ela é um composto natural derivado de plantas como goldenseal, que pode ser encontrada nos EUA e no Canadá, e berberis, presente em algumas regiões da Europa.

O estudo liderado pelo professor sênior de Farmácia da Universidade de Tecnologia de Sydney (UTS), Kamal Dua, observou que a berberina é capaz de suprimir a proliferação de células cancerígenas no pulmão, por meio da regulação dos genes supressores de tumor e das proteínas envolvidas na migração e na multiplicação de células danificadas.

Para entender como a berberina funciona no combate ao câncer de pulmão, a equipe de pesquisa mediu os níveis de RNA mensageiro (mRNA) — instrumento que a célula tem para pegar um determinado código genético e enviar para a estrutura que produz novas proteínas — de genes associados a tumores e os níveis de expressão de proteínas.

“A berberina mostrou benefícios terapêuticos para diabetes e doenças cardiovasculares. Estávamos ansiosos para explorar seu potencial na supressão do câncer de pulmão e na redução de inflamações”, disse Dua.

A descoberta pode ser a chave para o tratamento do câncer de pulmão, que atualmente é a principal causa das mortes relacionadas ao câncer em todo o mundo, totalizando cerca de 1,8 milhão de mortes por ano.

Além disso, o composto também pode ter um papel fundamental na redução das inflamações crônicas que são fatores de risco para o câncer de pulmão e outras patologias, como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e asma.

A berberina pode evitar a multiplicação de células cancerígenas no pulmão (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
A berberina pode evitar a multiplicação de células cancerígenas no pulmão (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Outros possíveis usos da berberina

Um estudo publicado anteriormente na revista Antioxidants, também conduzido por Dua em conjunto com outros pesquisadores, mostrou que a berberina possui outras funções além de suprimir a proliferação de células cancerígenas no pulmão.

De acordo com a pesquisa, a berberina também pode inibir o estresse oxidativo, que é o excesso de radicais livres no organismo, e reduzir a inflamação e o envelhecimento celular induzido pela fumaça de cigarro em células pulmonares humanas saudáveis, ​​cultivadas em laboratório.

Com as pesquisas, Dua — que é especializado em tecnologia de entrega de medicamentos, ciências biomédicas, imunologia e microbiologia — busca explorar como as plantas medicinais e seus compostos ativos podem ajudar na cura em nível celular.

Ainda existem alguns obstáculos

O uso da berberina para fins medicinais não é novidade, ela é um composto bastante popular na medicina tradicional chinesa e ayruvédica, que é uma terapia alternativa indiana. No entanto, o uso da berberina ainda é limitado devido à sua falta de solubilidade em água, à sua toxicidade em doses mais altas, além de não ser facilmente absorvida no intestino.

Para contornar isso, Dua criou um sistema de entrega diferente para a berberina, que se baseia em nanopartículas cristalinas líquidas — um método avançado que encapsula a berberina em pequenas bolas de polímero solúvel e biodegradável — para melhorar a segurança e a eficácia do produto.

Apesar de ter criado uma solução, a equipe de Dua ainda não deu mais detalhes sobre quando a descoberta poderá ser usada pelo público, considerando que ela ainda tenta descobrir a melhor forma de entregar a berberina para o uso medicinal sem que haja efeitos colaterais.

A pesquisa foi publicada recentemente na revista Pharmaceutics e pode ser acessada por meio deste link.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos