Mercado abrirá em 7 h 4 min

Bento 16 pede para retirar seu nome de livro sobre o celibato do clero

Valor

Ele pediu também que, além da coautoria, fossem retiradas da capa do livro sua assinatura e foto O papa emérito Bento 16 pediu nesta terça-feira (14) a retirada de seu nome como coautor do livro “Do Fundo de Nossos Corações”, no qual defende o celibato do clero, num momento em que o papa Francisco avalia a possibilidade de aceitar homens casados como padres em locais remotos.

O secretário particular do papa emérito, Georg Gänswein, disse que ligou nesta terça-feira para o cardeal Robert Sarah, autor do livro, para solicitar a remoção do nome, da assinatura e da foto de Bento 16.

Contudo, o capítulo do livro que tem o nome do papa emérito é "100% Bento", acrescentou seu secretário, explicando que Bento 16 escreveu o texto no ano passado e o deu ao cardeal Sarah. Bento 16 sabia que o texto seria publicado no livro, mas ele não sabia do formato da edição, explicou Gänswein.

O cardeal Sarah disse que Bento 16 não mais apareceria na edição como coautor do livro. "Considerando a polêmica causada pela publicação do livro, foi decidido que o autor será apenas: [cardeal] Sarah, com a contribuição de Bento 16. Contudo, o texto permanece absolutamente igual", tuitou Sarah.