Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,88
    +0,74 (+0,87%)
     
  • OURO

    1.834,30
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    35.919,08
    +568,36 (+1,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    831,19
    +588,52 (+242,51%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,25 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.244,39
    -277,87 (-1,01%)
     
  • NASDAQ

    14.538,00
    +111,50 (+0,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1812
    -0,0088 (-0,14%)
     

Bens apreendidos do “Rei do Bitcoin” serão leiloados pela justiça

·3 min de leitura
Cláudio Oliveira em pronunciamento, ex-Rei do Bitcoin
Cláudio Oliveira em pronunciamento, ex-Rei do Bitcoin

O patrimônio milionário adquirido pelo alegado “Rei do Bitcoin” durante o tempo em que praticou golpes agora será leiloado pela justiça do Paraná.Dono do Grupo Bitcoin Banco, Cláudio Oliveira foi um protagonista de eventos memoráveis da comunidade brasileira de criptomoedas, ao aplicar uma fraude no mercado que lesou milhares de investidores.

No grupo estavam corretoras como a NegocieCoins, Tem BTC, entre outras mais, que ajudaram na condução do esquema revelado pela Polícia Federal.

Alvo da Operação Daemon, Cláudio é considerado o líder de uma organização que arrecadava Bitcoin de investidores e usava a moeda para consumo próprio. Enquanto isso, os investidores do grupo acreditavam estar rentabilizando as suas moedas na plataforma, que se apresentava como uma corretora de criptomoedas.

Em dado momento, a NegocieCoins “chegou a ser maior” que a Binance em volume global, mas o CoinMarketCap emitiu um alerta na ocasião para uma possível manipulação de negociações. Todos esses casos mostram que a empresa não mostrava aos seus clientes um ambiente confiável, que acabou colapsando quando a maioria deles pediu o saque.

Cláudio Oliveira tentou sair da prisão por três vezes desde novembro, mas todos seus pedidos na justiça foram negados, sendo o último pelo TRF4, que manteve por unanimidade ele na cadeia.

Da cadeia, “Rei do Bitcoin” verá seu patrimônio milionário ser leiloado

Na próxima segunda-feira (13), às 17 horas, a 1.ª Vara de Falências e Recuperação Judicial de Curitiba (PR) inicia o leilão milionário do patrimônio do ex-“Rei do Bitcoin” Cláudio Oliveira.

Com os bens somados avaliados em R$ 1.448.850,00, eles estarão a disposição dos interessados pelo público no site Kronberg Leilões. Todos os interessados nos produtos deverão criar login no site, seguindo todas as normas previstas no edital do leilão.

Chama a atenção para os itens mais caros do leilão, que são veículos de luxo que pertenciam ao líder do esquema. Um deles é um veículo BMW X5 M, 2017/2018, avaliado em R$ 322.800,00. O carro mais caro, no entanto, é o PORSCHE PANAMERA 4EHYB, 2017/2018, que está avaliado em R$ 505.800,00.

Ainda entre os veículos há um BMW 750I YA81 (R$ 231.300,00), BMW/X3 XDRIVE35I (R$ 109.100,00) e, por fim, um HONDA/HR-V TOURING (R$ 140.500,00). Só os veículos então ultrapassam o R$ 1 milhão, sendo o principal patrimônio apreendido na Operação Daemon.

É bom lembrar que a Polícia Federal transformou uma Lamborghini do “Rei do Bitcoin” em viatura, logo este não é um item no leilão promovido pela Vara de Falência neste momento.

Item mais barato é uma carteira branca de R$ 50,00

O leilão composto por 57 lotes varia entre produtos de luxo e comuns. Isso porque, o item mais barato a ser leiloado é uma carteira branca de R$ 50,00, seguido por dois cintos que terão lances iniciais em R$ 100,00.

Bolsas de luxo das marcas CHANEL, GUCCI, PRADA, SAINT LAURENT Paris, DOCE & GABANA, L&V. LOUIS VUITTON, todas acima de R$ 2.000,00 também estão neste leilão. Óculos de luxo, cintos, carteiras, mochilas, malas, todas apreendidas em operação, deverão estar disponíveis para compra.

Como é um leilão, os lances serão dados na data programada e quem participar e ganhar deve se comprometer a pagar pelo produto em até 3 dias após o final do evento.

O edital foi obtido pelo Livecoins e pode ser lido na íntegra pelos interessados.

Vale lembrar que ao final de esquemas de pirâmides, é comum que a justiça leiloe itens apreendidos em operações, assim como já aconteceu no passado com a Unick Forex e Indeal.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos